Cabo explica tática, exalta goleiro do Resende e projeta evolução ao analisar vitória

Marcelo Cabo fez um balanço do desempenho do Vasco da Gama diante do Resende, destacando a atuação do goleiro rival.

Marcelo Cabo durante entrevista após jogo contra o Resende
Marcelo Cabo durante entrevista após jogo contra o Resende (Foto: Reprodução/Vasco TV)

O técnico Marcelo Cabo expôs sua compreensão acerca da atuação do Vasco da Gama na vitória por 3×1 contra o Resende, na tarde deste sábado (24), pela 11ª rodada da Taça Guanabara. O Gigante teve dificuldades no início da partida, mas conseguiu superar, fato explicado pelo comandante.

– A gente estava com dificuldades de achar esse passe na entrelinhas, não estava funcionando. Por isso, eu optei mudar o esquema do 4-2-3-1 para o 4-3-3 e criar um pouquinho mais de amplitude, de profundidade, com esses jogadores que são pontas originais, que eram o Figueiredo e o Jabá, trazendo o Morato por dentro para fazer a ligação.

O técnico destacou também o quanto sua equipe produziu no segundo tempo do jogo, obrigando o goleiro rival a fazer diversas defesas.

– Acho que funcionou bastante, a gente trabalhou bem e não pode ficar engessado em só um sistema. Como o jogo que eu gosto, que é o jogo apoiado, por dentro, não estava conseguindo articular, a gente mudou, abriu um pouco mais a equipe do Resende, foi onde a gente perdeu inúmeras chances de gols… O placar, pelo que a gente produziu no segundo tempo, poderia ser um pouco mais elástico. Acredito que o Jefferson tenha sido eleito o melhor em campo, pelas inúmeras defesas que fez. Fico muito satisfeito pelo segundo tempo.

Atuações distintas no dois tempo foram observadas por Marcelo Cabo, que alertou para situações semelhantes que devem acontecer ao longo da temporada.

– É uma situação que a gente viveu no jogo atípica, são dois tempos atípicos. Isso a gente vai encontrar durante a temporada, então a gente tem que achar mecanismos para mudar o perfil da equipe, subir de produção e buscar a vitória, como foi hoje.

Com a vitória, o Gigante da Colina disputará a Taça Rio e pode ter um clássico contra o Botafogo pela frente. A reta final do Carioca tem sido um laboratório para o comandante, que visa preparar o time para as disputas da Série B do Campeonato Brasileiro e para a Copa do Brasil.

Leia mais sobreResendeMarcelo Cabo
2 comentários
  • Liberato Pereira da Silva Filho - 25 de abril de 2021

    E ficamos sim, mas contra o Fluminense seu goleiro foi o dono do jogo fez defesas dificies e contou com a sorte com as traves salvando o gol ,deu empate mas,si tivesse que ter um vencedor tranquilamente seria o Vasco ,levamos um gol de falha da defesa ,aliás tem sido o problema do time ,contra o Botafogo também pelo volume de jogo a vitoria seria nossa ,mas perdemos a classificação naquele empate com o Madureira principalmente por estarmos vencendo o jogo com dois gols de diferença foi este o castigo .

    Responder
  • D. Armando10 - 25 de abril de 2021

    Precisa evoluir muito.
    Ficamos atrás da Portuguesa e Volta Redonda.
    Lamentável.

    Responder
Deixe sua opinião

Últimas notícias
18 de junho de 2021
Mesmo pressionado, Cabo conta com apoio do elenco do Vasco

Apesar do mau momento atual, elenco do Vasco da Gama simpatiza com o trabalho de Marcelo Cabo e também com seu jeito de ser no dia a dia.

Sempre Vasco critica montagem do elenco para a Série B e diz que ‘quer ajudar’

Grupo político de Julio Brant criticou o atual elenco do Vasco da Gama e se colocou à disposição de Salgado para ajudar no que for preciso.

Vasco encara o Athletico-PR nesta sexta pelo Brasileiro Sub-17; SporTV transmite

Athletico-PR e Vasco da Gama se enfrentam nesta sexta-feira (18), às 19h, no CT do Caju, em Curitiba, pela 7ª rodada do Brasileiro Sub-17.

Vasco foi derrotado pelo CRB na última vez que enfrentou o time alagoano

Último Vasco da Gama x CRB aconteceu em outubro de 2016, em São Januário, também pela Série B, e equipe alagoana saiu vitoriosa por 2×1.

Nos últimos 200 jogos, Vasco teve menos de 50% de aproveitamento

Aproveitamento do Vasco da Gama nas últimas 200 partidas, que contam desde 2018, foi de 46,33%; foram 74 vitórias, 56 empates e 70 derrotas.

17 de junho de 2021
Marcelo Cabo tem mais que o dobro de vitórias em comparação a derrotas no Vasco

Em 21 jogos comandando o Vasco da Gama, Cabo tem 9 vitórias, 8 empates e 4 derrotas; aproveitamento é de 55,5%.

Vasco encerra 4ª rodada da Série B em 15º lugar e a apenas 1 ponto do Z4

Com 4 pontos conquistados em 12 disputados, o Vasco da Gama está a apenas 1 do Vitória, primeira equipe da zona de rebaixamento da Série B.

4-4-2 ou outro! Vasco precisa sair do 4-3-3 de ‘conforto’ e testar um esquema diferente

As opções são limitadas, mas qualidade não é o único problema do Vasco da Gama, que precisa sair da zona de conforto testar outro esquema.

Werley consegue rescisão na Justiça e não é mais jogador do Vasco

Fora dos planos da diretoria, o zagueiro Werley conseguiu uma liminar na Justiça para rescisão indireta com o Vasco da Gama.

Cabo mantido e cobrança interna: clima no Vasco esquenta após derrota para o Avaí

Sem Jorge Salgado, Alexandre Pássaro se reuniu com elenco e comissão técnica, e futuro de Marcelo Cabo depende do resultado contra o CRB.

Veja mais notícias