Brasil-RS x Vasco termina em confusão; Cabo é expulso e Fábio Cortez o substitui

Jogo do Vasco da Gama contra o Brasil de Pelotas foi marcado por tumulto e pela expulsão de Marcelo Cabo ao final da partida.

Confusão na partida entre Vasco e Brasil de Pelotas
Confusão na partida entre Vasco da Gama e Brasil de Pelotas (Foto: Volmer Perez/Agif/Gazeta Press)

Uma confusão generalizada tomou conta do final da partida em que o Vasco da Gama venceu o Brasil de Pelotas por 2×1, no último sábado (12), pela terceira rodada da Série B. As provocações feitas de ambas as partes pelas comissões técnicas durante o jogo, se intensificaram com o apito final do juiz e o técnico Marcelo Cabo acabou expulso. Com isso, o auxiliar Fábio Cortez comandará a equipe contra o Avaí.

Segundo a súmula do juiz Henrique Schleich Vollkopf, do Mato Grosso do Sul, Cabo foi expulso após dizer: “quero ver fazer gracinha agora.” se referindo a catimba feita pelos jogadores da equipe gaúcha, que ficaram amarrando o jogo, quando o placara ainda estava um a zero para o Brasil.

O auxiliar técnico do Cruzmaltino, Gabriel Cabo, e Cláudio Tencati, técnico do Brasil de Pelotas, também foram expulsos, após trocarem empurrões. Diante da confusão, o Vasco se manifestou oficialmente, por meio de nota, alegando que o integrantes da comissão técnica do time do Rio Grande do Sul foi quem teriam começado o tumulto; confira íntegra da nota abaixo.

Brasil-RS rebate

Depois da partida, o treinador Cláudio Tencati, jogadores e dirigentes da equipe Xavante acusaram, principalmente o técnico Marcelo Cabo, de provocar os atletas e membros da comissão.

Tencati afirmou que Cabo teria sido desrespeitoso ao dizer no final do jogo: ‘Agora faz cera aí’, além de relatar, o que segundo ele, foi uma tentativa de agressão por parte do auxiliar Gabriel Cabo, filho de Marcelo Cabo.

– Eu fui chamar atenção dele, o filho dele tentou uma agressão comigo, eu botei a mão para não criar confusão e depois gerou toda a confusão que gerou. Ficou claro nas imagens, mas quem gerou a confusão foi o senhor Marcelo Cabo. Espero que ele repense porque ele é um profissional, e ele tem que conduzir o seu time. Tem que deixar o time dele em orientação, em organização e não fazer essas provocações. É a postura que um profissional tem que ter.

Já o zagueiro Leandro Camilo acusou o comandante vascaíno de “tirar onda” após o gol que decretou a vitória do Gigante:

– O técnico deles foi querer tirar onda por ter feito o segundo gol. Não precisa disso, porque o Brasil de Pelotas é muito grande, nunca caiu desde que subiu para a Série B. Mas vamos honrar essa camisa até o fim.”

O vice-presidente de futebol do time gaúcho se manifestou em entrevista concedida no final da partida, dizendo que o Vasco “não teve atitudes de time não tão grande quanto ele é”

– O Vasco estava dentro do Bento Freitas, onde já perdeu em 2016 e ia perder de novo hoje. Fica naquela pressão, reações desproporcionais. Entrei em campo para que cada um se acomodasse. É uma Série B extremamente competitiva e você vê o Vasco tendo atitudes de time não tão grande quanto ele é, exatamente buscando um resultado. O mesmo resultado que nós buscamos e construímos até os 35 minutos do segundo tempo.”

Duda Cabo tuita

Até a filha do técnico Marcelo Cabo se envolveu no episódio. Duda Cabo utilizou as redes sociais para “desmentir” o zagueiro do Brasil de Pelotas, Leandro Camilo.

– O bonitão lá que deu a entrevista não disse que o massagista do Brasil estava passando debochando no banco do Vasco, né? Quando estava ganhando.

Nota do Vasco

“Esclarecimentos quanto aos fatos subsequentes à partida deste sábado (12/06), contra o Brasil, pelo Campeonato Brasileiro.

Cronologia dos acontecimentos:

– Médico e massagista do Brasil-RS passaram o jogo todo provocando o banco do Vasco da Gama, dentro da área de competição;

– Os profissionais diziam, inclusive, frases como “Boa viagem pra vocês” e “Ainda vão tomar mais”, desde o primeiro tempo de partida;

– Quando o Vasco virou o jogo, o técnico Marcelo Cabo comemorou com os jogadores que estavam aquecendo, do lado contrário ao do banco do Brasil-RS. As imagens são claras. Quem comemorou perto do banco do Brasil foram os próprios atletas do Vasco;

– Ao final do jogo, Marcelo Cabo se direcionou ao médico e ao massagista que provocaram o banco vascaíno ao longo da partida com a seguinte frase: “Vocês têm que aprender a respeitar o trabalho dos outros. Respeita o Vasco. Faz graça agora”;

– Cláudio Tencati, sem saber o que aconteceu durante todo o jogo, se sentiu ofendido e iniciou a confusão;

– O árbitro e seus auxiliares já estavam perto do meio do campo neste momento. Quem relatou o acontecido, de forma parcial e errada, foi o quarto árbitro, gaúcho, que deixou os integrantes da comissão técnica do Brasil-RS fazerem o que fizeram durante todo o confronto e, em nenhum momento, os repreendeu;

– Houve também desentendimento nas arquibancadas do estádio, pois os dirigentes do Brasil-RS mandaram fechar os portões de acesso ao campo, não permitindo a passagem da delegação vascaína ao vestiário, situação que só foi resolvida com a chegada dos representantes da CBF.

Por conta dos cartões vermelhos recebidos por Marcelo Cabo e seu assistente, Gabriel Cabo, a próxima partida do Campeonato Brasileiro, contra o Avaí, em São Januário, será comandada pelo auxiliar Fábio Cortez.”, fecha a nota.

De olho na primeira vitória em São Januário, o Vasco encara o Avaí, nesta quarta-feira (16), às 19h, pela quarta rodada da Série B.

1 comentário
  • Junior - 14 de junho de 2021

    O VASCO DA GAMA está dando muita importância para o grande clube Brasil de Pelotas, todo os clubes da série B vão querer desestabilizar o Vasco com esse tipo de atitude, cabe aos jogadores e comissão técnica, levar na boa e tirar vantagem desse tipo de atitude.
    E vamos em frente

    Responder
Deixe sua opinião

Últimas notícias
31 de julho de 2021
Assista a trechos do treino do Vasco desta sexta no CT do Almirante

O Vasco da Gama realizou, nesta sexta (30), seu último treino antes de enfrentar o Botafogo pela 15ª rodada da Série B.

Lisca diz que MT é opção para a lateral contra o Botafogo e prega cautela sobre Romulo

Enquanto MT tem tudo para ser o lateral-esquerdo titular do Vasco da Gama contra o Botafogo, sábado (31), Romulo não tem retorno garantido.

Gilvan, zagueiro do Botafogo, vê jogo difícil contra o Vasco: ‘Equipe qualificada’

O zagueiro Gilvan, do Botafogo, projetou a vitória contra o Vasco da Gama, mas destacou que não será um jogo fácil.

Vasco coloca à venda ingressos virtuais para o clássico contra o Botafogo

O Vasco da Gama colocou à venda os ingressos virtuais para o clássico contra o Botafogo, que será na noite deste sábado.

Arbitragem para o jogo entre Botafogo e Vasco

Arbitragem para o jogo entre Botafogo e Vasco da Gama neste sábado (31), no Nilton Santos, pela Série B do Brasileiro.

Romildo desfalca o Botafogo contra o Vasco

O volante Romildo, do Botafogo, não estará disponível ao técnico Enderson Moreira no clássico contra o Vasco da Gama.

Separados por 3 pontos, Vasco e Botafogo se enfrentam na Série B pela 1ª vez

O Vasco da Gama briga por uma vaga no G4, enquanto o Botafogo tenta se colocar na primeira página da tabela da Série B.

Confira quais canais transmitem o jogo entre Botafogo e Vasco

Confira quais canais transmitem o jogo entre Botafogo e Vasco da Gama, no Nilton Santos, pela Série B do Brasileiro.

Jabá se diz confiante para encarar o Botafogo e diz que Vasco é mais intenso com Lisca

Provavelmente mantido entre os titulares, Léo Jabá diz que o Vasco da Gama vai motivado para o clássico e analisa o novo trabalho.

Vasco deve ter MT, Andrey e Morato como titulares contra o Botafogo

MT entra na lateral-esquerda do Vasco da Gama devido às ausências de Zeca e Riquelme; já Andrey e Morato ganham as vagas de Galarza e Pec.

Veja mais notícias