Brant e Leven questionam nota do Vasco sobre execução milionária: ‘Não entendi’

Leven Siano ainda se colocou à disposição do Vasco da Gama para ajudar com o projeto que apresentou durante a campanha de 2020.

Leven Siano e Julio Brant foram candidatos em 2020
Leven Siano e Julio Brant foram candidatos em 2020 (Foto: Reprodução)

A nota do Vasco da Gama sobre a execução de R$ 93,5 milhões ligada à saída do Ato Trabalhista tem repercutido muito ao longo desta quarta-feira (18). Entre os muitos comentários, dois deles partiram de integrantes da política vascaína, casos de Julio Brant e Leven Siano.

Nas redes sociais, eles, que foram candidatos à presidência do Vasco na eleição de 2020, não se mostraram nada satisfeitos com o que leram na nota. Julio Brant foi critico ao ponto em que a diretoria se dizer surpresa com o tamanho da crise que encontrou, ressaltando parte da equipe financeira esteve na gestão passada.

– Não entendi a nota. Boa parte da equipe financeira é a mesma da última gestão. Não sabia de nada? Difícil de acreditar… Nós, que nunca fomos gestão, sabíamos e prometemos não usar o discurso de herança maldita, mas trabalhar pra resolver. Menos desculpas e mais resultados.

Sobre o que Julio Brant disse, destaca-se o caso de Adriano Mendes, que foi vice-presidente de controladoria na gestão de Alexandre Campello até o início de 2020, e agora é vice-presidente de finanças com Jorge Salgado. Leven Siano, por sua vez, também foi crítico, mas se aprofundou nas críticas à gestão sobre as soluções que buscam para o Clube.

– Pior que a penhora centralizada de todos os créditos trabalhistas do VASCO, é uma nota que, em vez de dizer simplesmente que o clube vai recorrer pelo excesso, diz que com esta execução o clube se torna inviável e que a decisão está na contramão da nova Lei de Sociedades Anônimas de Futebol, o que sugere que esta gestão fake só vê solução para o VASCO vendendo seu futebol, por não ter competência suficiente em captar recursos para o clube ser gerido de forma autônoma. Parece ficar evidente nesta nota o porquê do interesse em apequenar o clube, demitir funcionários e reduzir a operação. O Projeto SOMAMOS estudou todas as alternativas de solução financeira para o VASCO e chegou à conclusão que o melhor para o Clube e o VASCAÍNO agora não é venda de ativos, muito menos do seu futebol, mas investimentos financiados.

Na mesma publicação, o advogado ainda reforçou que está disponível para ajudar o Vasco com a implementação das alternativas que, segundo ele, seriam aplicadas caso assumisse a presidência.

– Sigo à disposição do clube para implementar o projeto na sua integralidade, mesmo com tanta perversidade por parte dos que lá estão, única e exclusivamente por amor ao VASCO e aos VASCAÍNOS que não suportam mais ser tão envergonhados. E, pelo compromisso com a VERDADE com todos os VASCAÍNOS, não há nada de surpreendente em uma decisão de penhora em um processo de execução que os compromissos não foram cumpridos. Pelo contrário, é uma decorrência natural do processo de execução. Não se permitam enganar pelo discurso de vitimização de quem assumiu conhecendo os problemas do clube e não tinha um planejamento realmente eficiente para buscar resolvê-los, mas apenas queria ostentar sua vaidade e orgulho ao custo da tristeza de milhões de VASCAÍNOS de todo Brasil e do exterior. Lamenta-se.

O caso

A decisão pela execução da dívida, que ainda pode aumentar, aconteceu na última terça-feira (18). Para o pagamento, foram penhoradas receitas do Vasco sobre TV e outros meios, inclusive de imóveis. O Gigante, sabendo da gravidade do caso, se manifestou por meio de nota, divulgada há algumas horas, onde fez duras críticas e alegou que pode fechar as portas por causa da dívida. O Clube recorreu.

Leia mais sobreJulio BrantLeven Siano
9 comentários
  • Beto - 19 de agosto de 2021

    Só vejo uma solução de duas hipóteses…..ou vende o clube pra algum magnata estrangeiro pra salvar o nosso Vasco ou então fecha as portas de vez.

    Responder
  • Silvio Lucio de Souza - 19 de agosto de 2021

    Chegou a hora do lunático LEVEN(leviano) falar menos e aplicar os 5 Bilhões(kkkk) que ele dizia que tinha, para investir no Vasco.

    Responder
  • Márcio Mendes Pacheco - 19 de agosto de 2021

    Leven Siano para Presidente do Vasco, urgente. Fora Salgado

    Responder
  • Lima - 18 de agosto de 2021

    O discurso da diretoria é ridículo, mas a posição do Leven está correta, agora é unir forças para tentar sair do buraco em que o clube se encontra. Os culpados todos já sabem o nome, o sobrenome e o CPF.

    Responder
  • Israel - 18 de agosto de 2021

    #ForaSalgado

    Responder
  • JEOVA BATISTA PEREIRA - 18 de agosto de 2021

    Esse Jorge salgado é um fanfarrão pede o boné e deixa quem foi eleito pelo sócio assumir esse .seu velho gaga.mundissa.

    Responder
  • Carlos José dos Santos - 18 de agosto de 2021

    Boa noite é uma pouca vergonha um clube com maior número de sócios dos clubes no Brasil em uma situação dessa,o urubu que tem ainda com uma dívida grande está se reerguendo já o nosso clube o Sr Jorge Salgado presidente do clube diz em fechar as portas do clube porque ele foi candidato já que ele é sócio e benemérito do clube se ajuntou ao antigo presidente o Sr Alexandre Campelo outro que deteriorou o clube culpa de alguns sócios e também o Sr Júlio Brant vão embora e deixar o clube de regatas Vasco da Gama para quem é torcedor vascaíno de verdade.

    Responder
  • Fernando - 18 de agosto de 2021

    Aqui jaz,fim de um clube histórico cara difícil de acreditar,mas e verdade

    Responder
  • Carlos Alberto Baiao - 18 de agosto de 2021

    A solução parece-me ser a renúncia de Salgado e sua diretoria, nomeando-se Leven como presidente interino e com compromisso de aceitar ajuda de Brant.

    Responder
Deixe sua opinião

Últimas notícias
1 de dezembro de 2021
Pássaro entrega relatório com realizações e cita benefício de R$ 77 milhões ao Vasco

O ex-diretor executivo do Vasco da Gama, Alexandre Pássaro, entregou um relatório com pontos que seu trabalho teria melhorado no Clube.

Paiffer explica importância de pesquisa com torcedores e afirma que não sugeriu SAF

Com reunião nesta quinta (02) com a diretoria, Carol Paiffer se manifestou nesta quarta (01) sobre assuntos relacionados ao Vasco da Gama.

Andrey se despede do Vasco: ‘Aqui sempre vai existir um coração vascaíno’

Na despedida do Vasco da Gama, o volante Andrey publicou um emocionado texto de despedida citando a trajetória e agradecendo.

Números de Michel, Ernando e Walber pelo Vasco

Confira os números de Michel, Ernando e Walber, que estão oficialmente fora do Vasco da Gama para a próxima temporada.

Gilmar Ferreira afirma que Zé Ricardo está apalavrado com o Vasco

Grande favorito para assumir o Vasco da Gama, o técnico Zé Ricardo ainda não resolveu todas as pendências com o Qatar SC, seu ex-clube.

Fora do Vasco, Andrey analisa proposta de clubes da Série A e do exterior

Depois de oficializada a saída do Vasco da Gama, o volante Andrey agora busca um novo destino, o que ainda está em aberto.

Vasco confirma saídas de Ernando, Michel e Walber

O Vasco da Gama confirmou nesta quarta-feira que Michel e dos zagueiros Ernando e Walber não seguiram no Clube.

Andrey deixa o Vasco após 17 anos

Formado na base, o volante Andrey, que está em São Januário desde 2004, deixou o Vasco da Gama depois de 17 anos.

Vasco vence o Karanba por 1 x 0 pelo Carioca Feminino Sub-18

As meninas do Vasco da Gama venceram o Karanba por 1×0, no Estádio Nivaldo Pereira, pela terceira rodada do Carioca Feminino Sub-18.

Vasco encerra negociações com Ricardo Gomes

O Vasco da Gama encerrou as negociações com Ricardo Gomes, que seria contratado para o cargo de CEO de futebol.

Veja mais notícias