Brant critica Leven Siano, defende Mussa e descarta apoiar Jorge Salgado

Julio Brant criticou o adversário Leven Siano e diz que não abrirá mão da candidatura para apoiar Jorge Salgado.

Julio Brant durante entrevista nesta terça-feira
Julio Brant durante entrevista nesta terça-feira (Foto: Hector Werlang)

Após alguns candidatos à presidência se manifestarem, Julio Brant, da Sempre Vasco, falou, na tarde desta terça-feira, sobre o tumultuado processo eleitoral do Vasco. Em entrevista coletiva, ao lado de seus pares, acompanhada pelo ex-jogador Edmundo, Julio, terceiro mais votado no pleito feito em São Januário, confirmou a participação na eleição online, no próximo sábado, convocou os sócios a participarem, descartou se unir a Jorge Salgado (Mais Vasco) e desafiou Leven Siano (Somamos), que se considera presidente eleito, a brigar pelos votos.

– Lamento (a desistência do Leven em concorrer na eleição online). Pois ele vai perder para a gente. Espero que ele pare de falar e que brigue pelo voto que realmente vale. Leven, vem concorrer comigo. Vamos brigar pelo voto. Essa é a postura de quem realmente aceita ganhar ou perder. Todos têm de respeitar as regras do jogo e os adversários – disse Julio Brant.

Em entrevista, Leven disse se recusar a participar da eleição online por se considerar vencedor. Alexandre Campello, atual presidente, tomou a mesma decisão para, segundo ele, dar isenção ao pleito. O pleito online de sábado, convocado por Faues Cherene Jassus, o Mussa, está de pé após o presencial de São Januário ter sido suspenso em decisão do STJ.

Questionado sobre eventualmente se unir a Jorge Salgado, Brant negou que vá abrir mão da candidatura:

– Conversar faz parte do processo. O Jorge é gentil, de alto nível. Eu também me considero assim. Conversamos sobre o processo. Isso sempre foi no intuito de organizar o processo eleitoral do que abrir aqui ou ali. Não foi a intenção. Neste momento, não tenho a possibilidade de abrir. Digo no momento porque não posso falar pelos outros. Eu vou concorrer no sábado. Não posso falar pelo Salgado.

Brant também fez uma avaliação sobre eventuais erros cometidos no processo:

– Quando um processo desse é tão confuso, há culpa de todos os lados. É um processo que vem correndo de forma confusa desde o início do mandato (do Campello). É claro que todos atores políticos têm culpa. O sócio que está no sofá tem dificuldades de ver qual é a razão. Por isso sempre tento mostrar o histórico. É a coerência do que temos feito até hoje que mostra a forma que atuamos. Sempre procuramos trazer lisura, transparência e organização. Sempre brigamos por isso. Apesar de conseguir, eu participei. Nossa bandeira foi o voto direito. E conseguimos. A Sempre Vasco deixa um legado importante para história do Vasco. Nessa confusão toda, todo mundo está errado. Se houvesse consenso, teríamos chegado ao entendimento. Mas entendo que a liderança do processo é quem tem que trazer esse entendimento. E se eu fosse o presidente do clube traria para mim essa obrigação e esse gesto de grandeza, honra e desprendimento. Deixar a vaidade de lado e pensar na instituição.

Julio, ao justificar a decisão de deixar São Januário, no sábado, após a decisão do STJ, criticou Leven:

– A noite (de sábado) terminou com violência e com um show patético de um candidato. Ele (Leven Siano) ridicularizou o Vasco. Fez um papel ridículo agredindo a mim e ao presidente do Vasco (Alexandre Campello) em São Januário. No meio do futebol, o discurso dele gera risadas. Quando houve a comunicação (da Justiça), eu aguardei a decisão do presidente Mussa. Quando ele comunicou a suspensão, eu cumpri. Retirei a minha equipe e as minhas cédulas. É o que queria explicar e convoco o sócio a votar no sábado.

Por fim, Brant disse que a desistência de Campello não vai interferir no processo. E também criticou a gestão do presidente e disse entender que a transição não terá problemas.

– Não penso que haverá impacto algum. Desejo sorte para ele. O mandato dele termina como começou: melancólico. Os votos devem ir para o melhor candidato. Esses 316 votos irão para o melhor candidato, e eu me considero o melhor. Sempre respeitei o Campello. Quando perdi a eleição, a primeira coisa que fiz foi cumprimentá-lo. São dois momentos. Após a eleição, o que está acima é o Vasco. A transição será produtiva.

Entenda a polêmica na eleição do Vasco

Na noite de sexta-feira (6/11), a Justiça determinou que a eleição do Vasco acontecesse na manhã do dia seguinte, sábado (7/11). O pleito teve início às 9h55 e tinha previsão de terminar às 22h. Porém, no começo da noite, uma decisão do presidente do STJ, Humberto Martins, mandou suspender a votação.

Mesmo com a decisão do STJ, a mesa diretora da Assembleia Geral decidiu prosseguir o pleito. Pouco depois das 22h, quando ainda havia sócios na fila para votar, as luzes de São Januário foram apagadas e a votação encerrada. As urnas, em um primeiro momento, foram lacradas. Porém, a mesa diretora da Assembleia Geral não achou lugar para deixá-las e resolveu fazer a contagem às 2h.

Nesse momento, apenas apoiadores dos candidatos Leven Siano e Sérgio Frias continuavam na sede. Os correligionários de Alexandre Campello, Jorge Salgado e Julio Brant já tinham ido embora, assim como os três candidatos. Leven Siano foi o mais votado.

Na visão do presidente da Assembleia Geral do Vasco, Faués Cherene Jassus, o Mussa, a decisão do STJ que suspendeu a votação também deixou valendo a ação que marcava a eleição para o dia 14, próximo sábado, de forma online.

Fonte: Globo Esporte

11 comentários
  • Domingos Júnior - 11 de novembro de 2020

    Esse aí além de perdedor está se tornando um charlatão… defensor de corrupto MUSSA…. Não pode representar o Vasco. # FORA MUSSA! FORA BRANT… Deixem o Gigante acorda.

    Responder
  • Amdre luiz mendrs - 11 de novembro de 2020

    Torcedores família vascaina vamos todos escreve em todos os quadro da das reportagens vai da vasco e ja deu vasco vai ser como estivéssemos votando vamos fecha?nessa?calsa

    Responder
  • Amdre luiz mendrs - 11 de novembro de 2020

    O feki. Vc eo cara mas safado no futebol q conheci irmão vc e mas. Esses merda. Q não querem ajuda o vasco vcs so querem fuder meu vasco vc são tudo uns safado. Leve ganhou nq moral mas vc são tudo covarde vc dizem q querem o bem do vasco mas na. Vdd vcs são os q tão fudendo o vasco esse feki parece q torce pros mulanbo porque oq ele faz o tempo todo e quere fazer nos passar vergonha temos q dar um basta nisso vai da vasco.

    Responder
  • Ademir de Moraes Ferreira - 10 de novembro de 2020

    Decepção este Brant. Achei até que era do bem. Apoia o.pilantra do Mussa porque viu que tinha perdido as eleições. E da mesma panela da política suja do Vasco. Filhote de Eurico Miranda. Pior e a justiça dast liminar oara um.pilantra igual.o Mussa. O Brasil seria 99% melhor se tivéssemos políticos honestos e justiça menos politizada.

    Responder
  • Zuel alves - 10 de novembro de 2020

    Já acreditei muito nas propostas do candidato Júlio Brant, mais hoje consigo ver o quanto ele é sem escrúpulos, nunca pensou no nosso clube Vasco da Gama e sim nós seus próprios interesses. O que mais me indigna é saber que ele (Júlio Brant) participou das eleições, chamou os seus eleitores para votar através das redes sociais e agora que perdeu usa argumentos e manobras para tentar junto ao seus hipócritas apoiadores uma nova eleição. Aproveitando esse espaço para mim manifestar, deixo toda a minha indignação a esses que nunca representaram o Vasco e que sim os seus interesses. Dr. Leven Siano, ao assumir a presidência do nosso amado clube Vasco da Gama, peço encarecidamente que faça uma limpeza nesta instituição que tem a história mais linda do futebol mundial. Que limpe mandando pra bem longe aqueles que não representam o clube e que está usando o mesmo como cabide de emprego. Desejo ao verdadeiro e legítimo presidente eleito democraticamente Leven Siano toda sorte do mundo. VAI DAR VASCO.

    Responder
    • Cícerco Medeiros Filho - 11 de novembro de 2020

      Realmente o que estamos vendo são apenas falácias, sem significado, desses caras que se dizem vascaínos mas que estão preocupados apenas em tirar proveitos, para eles e seus puxa sacos, preocupação zero com a entidade vasco , deixem quem foi mais votado assumir, respeitem a vontade dos sócios que votaram, o vencedor é o que foi mais votado, respeitar é se unir é a melhor solução.

  • Valdemir - 10 de novembro de 2020

    Outro golpista.

    Responder
  • carlos Albert goes - 10 de novembro de 2020

    Vamos pensar no Vasco não tem torcedor que gosta de tanta bagunça

    Responder
  • Amaury Pires - 10 de novembro de 2020

    Brant vc não é digno de nada dentro do clube…
    Pensava q vc era do bem…
    Pensei errado…
    Vc tomou um golpe na última eleição.
    Todos ficaram a seu favor…
    E hj vc está fazendo igual ou pior…
    Sentimento de decepção…
    Vcs se dizem VASCAÍNO e não são nada…
    Pq então não se unir todos cada um com sua idéia em prol do clube…
    Q nada neh seus interesses são mais importantes do q a instituição CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA…..

    Responder
  • Fábio de Sousa - 10 de novembro de 2020

    Vascaíno que é vascaíno, não participa dessa eleição nojenta

    Responder
  • Ailton - 10 de novembro de 2020

    Esse nunca ganha e sempre arruma bagunça, muito fraco

    Responder
Deixe sua opinião

Últimas notícias
18 de junho de 2021
Vasco busca soluções a curto prazo para evoluir na Série B

A diretoria vem se reunindo internamente para traçar alternativas que visam a evolução do Vasco da Gama na Série B do Brasileiro.

Brant lamenta distanciamento com atual diretoria do Vasco: ‘Não estamos na gestão’

Julio Brant, líder da Sempre Vasco, afirmou não pensar em ser VP de futebol do Vasco da Gama por ”nunca ter sido convidado para a festa”.

Ação contra o rebaixamento do Vasco é encaminhada ao presidente do TJ-RJ

A ação em que um torcedor pede o cancelamento do rebaixamento do Vasco da Gama foi encaminhada ao presidente do TJ-RJ.

Mesmo pressionado, Cabo conta com apoio do elenco do Vasco

Apesar do mau momento atual, elenco do Vasco da Gama simpatiza com o trabalho de Marcelo Cabo e também com seu jeito de ser no dia a dia.

Sempre Vasco critica montagem do elenco para a Série B e diz que ‘quer ajudar’

Grupo político de Julio Brant criticou o atual elenco do Vasco da Gama e se colocou à disposição de Salgado para ajudar no que for preciso.

Vasco encara o Athletico-PR nesta sexta pelo Brasileiro Sub-17; SporTV transmite

Athletico-PR e Vasco da Gama se enfrentam nesta sexta-feira (18), às 19h, no CT do Caju, em Curitiba, pela 7ª rodada do Brasileiro Sub-17.

Vasco foi derrotado pelo CRB na última vez que enfrentou o time alagoano

Último Vasco da Gama x CRB aconteceu em outubro de 2016, em São Januário, também pela Série B, e equipe alagoana saiu vitoriosa por 2×1.

Nos últimos 200 jogos, Vasco teve menos de 50% de aproveitamento

Aproveitamento do Vasco da Gama nas últimas 200 partidas, que contam desde 2018, foi de 46,33%; foram 74 vitórias, 56 empates e 70 derrotas.

17 de junho de 2021
Marcelo Cabo tem mais que o dobro de vitórias em comparação a derrotas no Vasco

Em 21 jogos comandando o Vasco da Gama, Cabo tem 9 vitórias, 8 empates e 4 derrotas; aproveitamento é de 55,5%.

Vasco encerra 4ª rodada da Série B em 15º lugar e a apenas 1 ponto do Z4

Com 4 pontos conquistados em 12 disputados, o Vasco da Gama está a apenas 1 do Vitória, primeira equipe da zona de rebaixamento da Série B.

Veja mais notícias