Áudio do VAR coloca arbitragem de Vasco x Inter na berlinda, diz jornalista

Segundo o jornalista Gilmar Ferreira, áudios do VAR colocam em cheque arbitragem de Vasco da Gama x Internacional.

Jogo entre Vasco e Internacional em São Januário
Jogo entre Vasco e Internacional em São Januário (Foto: Max Peixoto/Dia Esportivo/Estadão Conteúdo)

Vazaram áudio do VAR da partida entre Internacional e Vasco, em São Januário, há onze dias – confronto vencido pelo time gaúcho por 2 a 0.

É aquele jogo do polêmico gol do volante Rodrigo Dourado, aos 9m do primeiro tempo, escorando a falta cobrada pelo lateral Moiséis.

Assisti, na íntegra, ao material encaminhado pela CBF ao STJD e três coisas ficam bem claras.

Primeiro, a intervenção do operador foi determinante para que a equipe de arbitragem ignorasse as linhas que mostravam claramente o impedimento do volante do Internacional.

Segundo: o paulista José Cláudio Rocha, o árbitro do VAR, induziu o árbitro de campo ao anunciar “gol legal”, veredicto que ele não poderia ter dado, uma vez que o equipamento não conseguiu aferir as linhas do campo.

O correto, segundo as recomendações do protocolo do VAR, seria ter comunicado aos também paulistas Flávio Rodrigues, árbitro de campo, e Danilo Simas, auxiliar de linha, que o aparelho não havia funcionado.
 

E lembrá-los de que, neste caso, deveria prevalecer a marcação de campo.

E, no campo de jogo, Danilo Simas não correu para o meio, como de praxe aos “bandeiras” do jogo.

Por último, como destacou o próprio Danilo Simas, ele via dois jogadores “em posição” (de impedimento) – o 13 (Rodrigo Dourado) e o 14 (Lucas Ribeiro).

Ou seja: o bandeira via os jogadores mais à frente no momento da cobrança da falta no lance que originou a conclusão do volante do Internacional. Se viu, por que não levantou o bastão?

A peça encaminhada pela CBF ao STJD, por solicitação do Tribunal Esportivo, compromete a tecnicidade do equipamento e mostra o quanto ainda são desentrosados e despreparados os árbitros que “apitam” o jogo de olho no que mostram as câmeras.
 

E traz mesmo questionamentos importantes sobre erros de direito e erros de fato.

Poderia o árbitro de vídeo sentenciar que “foi gol legal”?

Não acredito que os auditores do STJD acatarão o pedido da anulação da partida.

Mas claro está que o gol foi ilegal e que a equipe da sala de vídeo (José Cláudio Rocha Filho, Thiago Duarte Peixoto, Fabrício Porfírio de Moura, todos de São Paulo) não tinha os elementos técnicos para afiançar o contrário.
 

O que teria a dizer o observador Giulliano Bozzano (MG), presente na sala do VAR?

É inadmissível que os times e trio de arbitragem de campo tenham entrado em campo sem serem informados de que o equipamento não estaria 100% – ao menos no primeiro tempo.

Repito: não defendo a anulação do jogo, mas seria cruel ignorar que o time de Vanderlei foi prejudicado com a confirmação de um gol ilegal.

Em última análise, foi moralmente rebaixado com um gol ilegal…

Fonte: Coluna Futebol Coisa e Tal/ Gilmar Ferreira – Extra

Leia mais sobreInternacionalVAR
7 comentários
  • Ricardo+Alexandre - 26 de fevereiro de 2021

    Essa diretoria frouxa tem que ir à justiça comum e fazer valer os direitos vascaínos. Nada de disputar série B. A CBF que resolva a questão e não rebaixe ninguém.

    Responder
  • Geraldo Amorim Azevedo - 26 de fevereiro de 2021

    Olá boa tarde à todos os vascaínos.
    O futebol brasileiro está uma vergonha pq só quem está merecendo é o flamenco pq a arbitragem o Var CBF e ainda tem tv Globo pra ajudar os mulambos e ai fica difícil. A presidência acabou com o clube Vasco da Gama pq não tem competência

    Responder
  • joaldo+passos - 26 de fevereiro de 2021

    ou seja, o vasco vai passar um ou dois anos na serier

    ou seja o vasco vai passar um ou dois anos na serie b e esses incompetentes vao estar apitando na proxima semena como se nada tivesse acontecido, eita braqsil fuleiro comandado por uma turma da fuleiragem, tnc

    o

    Responder
  • Leonardo+Bernardino+de+Paula - 26 de fevereiro de 2021

    Agora e virar a página e pensar no futuro o que o novo presidente tem que fazer é??? Chamar tds as lideranças que tem dentro do clube Vasco da Gama pra conversar. Primeiro caso a ser tratado seria as eleições dentro do clube direta já com aval do presidente assinado catálogado carimbado e homologado em cartório. O torcedor compareceu votou só vale o voto do torcedor candidato B recebeu mais votos que o candidato A. Candidato B e o novo presidente. Daí já se começa a moralizar o clube…

    Responder
  • Carlos Tavares De Oliveira - 26 de fevereiro de 2021

    Na minha opinião os 4 grandes do Rio deveriam se juntar contra os árbitros do varejo para impedirigir que tais erros ocorram ontem no jogo de São Paulo e flamengo ficou bem claro quem escolhe o clube pra ser campeão isso é uma vergonha fora cbf vocês estão acabando com o futebol brasileiro por isso que os estádios estão ficando cada vez mais vazios orquestra o povo não é besta..

    Responder
  • Edu - 26 de fevereiro de 2021

    Vai chover processo na justiça comum de torcedores e sócios do Vasco!
    Não dá pra engolir isso. Houve claramente uma manipulação do resultado da partida.
    Um gol irregular no início do jogo muda todo o resto de uma partida e as atuações contrariaram todas as regras e protocolos.
    Os processos não serão de aventureiros, pq há provas mais do que suficientes pra justiça comum sentenciar a favor do Vasco.

    Responder
  • helio teixeira - 26 de fevereiro de 2021

    bom dia, sugestão nua e crua, não rebaixar nenhum dos 4 e fazer, um campeonato com 28 clubes descendo 8 para normalizar esta lambança toda e que este episodio nunca mais aconteça será. ????

    e que o Vasco monte uma equipe a altura do campeonato brasileiro, é inadmissível que outras equipes com menor investimento consegue montar uma boa equipe e o Vasco só brigando para não ser rebaixado.

    Responder
Deixe sua opinião

Últimas notícias
31 de julho de 2021
Lisca encara 1º clássico pelo Vasco em busca de afirmação

O técnico do Vasco da Gama, Lisca, busca sua segunda vitória na Série B, mas do outro lado tem um adversário que vem embalado.

Vasco comemora classificação da Seleção à semifinal das Olimpíadas: ‘SeleVasco’

O Vasco da Gama ainda citou especial alguns jogadores na vitória, casos, por exemplo, de Paulinho, Richarlison e Douglas Luiz.

Vasco exalta participação do vascaíno Marcus D’Almeida nas Olimpíadas: ‘Parabéns’

O Vasco da Gama destacou o desempenho de Marcus D’Almeida, que ficou em nono no tiro com arco nas Olimpíadas de Tóquio.

São Januário receberá eventos da Secretaria da Mulher; Joyce Trindade celebra

O Vasco da Gama fechou uma parceria com a Prefeitura do Rio de Janeiro para receber eventos da Secretaria da Mulher.

Assista a trechos do treino do Vasco desta sexta no CT do Almirante

O Vasco da Gama realizou, nesta sexta (30), seu último treino antes de enfrentar o Botafogo pela 15ª rodada da Série B.

Lisca diz que MT é opção para a lateral contra o Botafogo e prega cautela sobre Romulo

Enquanto MT tem tudo para ser o lateral-esquerdo titular do Vasco da Gama contra o Botafogo, sábado (31), Romulo não tem retorno garantido.

Gilvan, zagueiro do Botafogo, vê jogo difícil contra o Vasco: ‘Equipe qualificada’

O zagueiro Gilvan, do Botafogo, projetou a vitória contra o Vasco da Gama, mas destacou que não será um jogo fácil.

Vasco coloca à venda ingressos virtuais para o clássico contra o Botafogo

O Vasco da Gama colocou à venda os ingressos virtuais para o clássico contra o Botafogo, que será na noite deste sábado.

Arbitragem para o jogo entre Botafogo e Vasco

Arbitragem para o jogo entre Botafogo e Vasco da Gama neste sábado (31), no Nilton Santos, pela Série B do Brasileiro.

Romildo desfalca o Botafogo contra o Vasco

O volante Romildo, do Botafogo, não estará disponível ao técnico Enderson Moreira no clássico contra o Vasco da Gama.

Veja mais notícias