Veja quem se salvou no Vasco e pode jogar na final de domingo

O Vasco da Gama precisa está bem preparado para enfrentar o Flamengo neste domingo, pela final do Campeonato Carioca.

Depois de uma derrota para o Flamengo com atuação criticada, o Vasco enfrentou o Santos e, novamente, perdeu por 2 a 0. O técnico Alberto Valentim promoveu mudanças para esta partida mais recente, e o LANCE! mostra o que pode ser levado para o duelo deste domingo contra o Flamengo, apesar do revés para o Peixe.

O Cruz-Maltino tem a missão de impor, pelo menos, dois gols de vantagem. Assim, levaria a disputa às penalidades. Logo, a equipe vai precisar atacar mais do que de costume. Para tanto, uma opção é manter Yan Sasse na equipe titular. Contra o Santos, o ponta foi dos que mais tentou dribles e finalizações.

Os gols ocorreram por jogadas nas costas dos laterais Cáceres e Danilo Barcelos. Houve preocupações do tipo no início do Campeonato Carioca e, agora, elas voltam à tona. Pela esquerda, o titular tem em seu favor a já reconhecida importância nas bolas paradas. No último jogo, esteve participativo no ataque. Foi quem mais acertou (47) e quem mais errou passes na equipe (11).

Henrique, naturalmente, segue a postos, mas é na direita que uma mudança parece mais possível. Cáceres foi substituído e, seja por questão física ou técnica, Cláudio Winck já foi utilizado. E chamou para si a responsabilidade da cobrança de falta no último lance do jogo. Embora a bola tenha parado na barreira.

Em que pese a proposta de contra-atacar a equipe paulista, ninguém conseguiu ocupar de maneira efetiva a faixa central da criação. Yago Pikachu e, na segunda etapa, Lucas Santos, até se esforçaram. Se Valentim não quiser promover o retorno de Bruno César, são possíveis opções para o setor. E parece necessário ter alguém na função quando a equipe é obrigada a atacar.

Por fim, a tendência é que, contra o Flamengo, a equipe volte a ter um centroavante. Entre Tiago Reis e Maxi López, o mais experiente costuma participar mais das jogadas e entrou no último jogo. O mais jovem, todavia, soma quatro gols em nove jogos pela equipe profissional enquanto o argentino tem dois em 12 partidas este ano.

Leia mais sobre: Vasco x Flamengo, Futebol

Comentários

Últimas notícias

E lá se vão sete anos...

Veja mais notícias »