Veja cenários dos alvos para cargo de técnico do Vasco

Abel Braga, Vanderlei Luxemburgo e Jair Ventura são os mais cogitados para assumir o comando do Vasco da Gama.

O dia seguinte da demissão de Jorginho do cargo de técnico do Vasco foi de muita movimentação nos bastidores de São Januário. A cúpula de futebol através do Comitê Gestor do departamento, dirigentes e conselheiros debatem a todo momento na busca de quem será o novo treinador do Cruz-Maltino. A discussão ao longo desta terça-feira foi sobre três opções: Abel Braga, Vanderlei Luxemburgo e Jair Ventura. O LANCE! apresenta os cenários diante de cada alternativa do Vasco.

VANDERLEI LUXEMBURGO

A ala mais velha do Vasco vem pressionando o presidente Alexandre Campello pela contratação de Vanderlei Luxemburgo. O treinador tem o apoio de Paulo Cesar Gusmão, coordenador técnico de futebol do clube, e de Alexandre Faria, diretor executivo de futebol, por terem uma relação anterior de amizade. A força do nome de Luxemburgo para assumir o Vasco é apresentada pela experiência do treinador, visto como capaz de controlar o vestiário e extrair o máximo de cada jogador do elenco.

Internamente, pesa contra Vanderlei Luxemburgo a ligação que possui com o Flamengo. Há o receio de pessoas próximas a Alexandre Campello que caso ele seja contratado como novo treinador, e acabe perdendo os primeiros jogos, a pressão na reta final do Campeonato Brasileiro aumente e prejudique o trabalho desejado pela diretoria, que é brigar por uma vaga na Conmebol Libertadores de 2019. As articulações seguem sendo realizadas. Apesar de contatos iniciais, uma negociação ainda não foi aberta.

JAIR VENTURA

O nome de Jair Ventura, que apareceu para o mercado nacional dirigindo o Botafogo, tem força junto da ala mais jovem do Vasco. É o nome considerado mais acessível do trio de alvos propostos para assumir o cargo de treinador cruz-maltino. Entretanto, internamente, há uma discussão se o investimento é válido, já que alguns membros do clube acreditam que se for para contratar um treinador sem rodagem, seria melhor a efetivação de Valdir Bigode, auxiliar-técnico da comissão permanente do Vasco, que assumiu nesta terça o cargo de treinador de maneira interina.

ABEL BRAGA

É o único nome que tem o consenso de todos os envolvidos do Vasco. Porém, ao mesmo tempo, há a ciência interna da dificuldade em uma negociação por conta de o treinador ter afirmado em diversas oportunidades que pretende aceitar trabalhos somente do início - e não a quatro meses de um fim de temporada. Uma primeira sondagem foi feita nesta terça, e a resposta foi justamente negativa. Mas o presidente Alexandre Campello ainda não o descarta pela proximidade que tem com Abel e pelo fato de ser o nome preferido dos torcedores vascaínos para assumir o posto do clube.

As próximas horas serão decisivas para que o Vasco defina as prioridades e quem deverá ser a primeira opção para ser contratado como novo técnico. Em coletiva antes do treino na tarde desta terça, no CT das Vargens, em Vargem Pequena, Zona Oeste do Rio de Janeiro, o diretor executivo de futebol Alexandre Faria afirmou que até esta quarta deve ter definição de um nome para o Vasco sair das sondagem e abrir negociação. Apesar de publicamente declarar confiança no trabalho de Valdir Bigode, o desejo da cúpula do clube é a de que o novo treinador já esteja à frente da equipe na segunda-feira, quando o Vasco recebe o Ceará, em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro.

Leia mais sobre: Futebol

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »