Vasco x Ceará é marcado por festa, vaias a Thiago Galhardo, pressão e drama

O Vasco da Gama venceu o Ceará com gol de Danilo Barcelos, que fez a alegria da torcida presente em São Januário.

A segunda vitória do Vasco no Campeonato Brasileiro, assim como a primeira, foi com muita emoção. Desta vez, a equipe pressionou mais, só que não teve o capricho necessário perto da área. Vanderlei Luxemburgo promoveu mudanças, tentou alternativas, mas foi com uma bola parada que o Cruz-Maltino fez o grande público de São Januário, nesta quinta-feira, sorrir.

AMBIENTE I

A última partida de São Januário antes da Copa América teve festa digna dos melhores tempos do Vasco. Ingressos esgotados, até os corredores do estádio lotados, apoio, balões brancos e cantos desde antes do início ao fim da partida.

AMBIENTE II

Thiago Galhardo, que esteve no Vasco até abril, foi extremamente hostilizado. A saída conturbada do Cruz-Maltino, porém, não inibiu o meio-campista, que, hoje, é referência no Vozão. Até bicicleta ele tentou. No intervalo, citou Dedé e Nenê como outros que também já foram vaiados. Por outro lado, o volante Souza, revelado na Colina, assistiu à partida de um camarote e ouviu gritos de "volta!".

PRESSÃO

Desde o início do jogo ficou claro que o Ceará tentaria amarrar a partida. No meio do primeiro tempo, por exemplo, houve três atendimentos médicos em menos de 15 minutos. Mas o Vozão estava retraído e, pelos lados, o Vasco tentava avançar. Numa dessas jogadas, o bate-rebate fez a bola chegar em Tiago Reis. Ela tirou tinta do gol de Diogo Silva.

ESTRATÉGIA

O domínio do Vasco, porém, não se traduzia em efetividade. Faltava qualidade no famoso último passe. Para tentar encontrar o caminho da rede, Vanderlei Luxemburgo voltou do intervalo com Valdívia no lugar de Tiago Reis. Marrony passou ao comando de ataque e o ex-jogador do Inter foi à ponta esquerda. Quando Jairinho entrou, o atleta emprestado pelo Internacional passou à armação pela faixa central.

DRAMA

Mais ao ataque, a equipe da casa deu mais espaços para contragolpes. Mas o gol foi de Danilo Barcelos. Após escanteio cobrado por Valdívia, a torcida comemorou duas vezes: quando a bola entrou e quando o VAR aprovou após revisão.

Leia mais sobre: Vasco x Ceará, Campeonato Brasileiro, Futebol

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »