Vasco vive dias tensos antes do clássico contra o Flamengo

O Vasco teve a semana livre para treinar, mas acabou sendo de protestos da torcida e vivem dias tensos antes do clássico.

No futebol brasileiro, ter uma semana cheia de treinos é comemorada por torcedores. Para Alberto Valentim, essa seria a sua primeira no Vasco, mas, além dos treinamentos, a semana também foi cheia de protestos. Ontem, pelo terceiro dia seguido, o clube viveu novo dia de tensão. Em uma vitória de facções organizadas sobre a diretoria, torcedores tiveram acesso aos jogadores dentro do gramado um dia depois de terem sido registrados intimidando o zagueiro Luiz Gustavo.

A reunião aconteceu à tarde no Centro de Treinamento das Vargens, em Vargem Pequena, que teve a presença de cerca de 50 torcedores. Enquanto alguns entraram no campo para conversar com os atletas, outros ficaram do lado de fora, na arquibancada. A conversa não foi acompanhada pela imprensa. De acordo com o “Globoesporte.com”, Valentim e o lateral-esquerdo Ramon pediram a palavra para afirmar que não falta empenho aos jogadores.

Além da intimidação a jogadores na véspera, na porta do CT, torcedores já havia feito protestos na segunda-feira. O muro de São Januário foi pichado e torcedores tentaram contato com os atletas no Aeroporto Internacional do Rio, mas eles saíram direto da pista de voo.

Apesar de ser mandante no sábado, o clássico contra o Flamengo será longe do Rio. O confronto acontecerá em Brasília, às 19h. Em jogo adiado hoje, a Chapecoense pode colocar o Vasco na zona de rebaixamento caso vença o Atlético-PR, em casa.

Leia mais sobre: Vasco x Flamengo, Campeonato Brasileiro

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »