Vasco recorrerá de liminar em ação de Thiago Galhardo

O Vasco da Gama afirmou que pagou fevereiro e 13º de 2018 a Thiago Galhardo e que recorrerá de liminar em ação do meia.

Afastado no início do mês pela diretoria após desgaste interno, principalmente com o ex-técnico da equipe Alberto Valentim, o meia Thiago Galhardo obteve uma liminar para rescindir seu contrato que vai até o fim de 2019 com o Vasco alegando atrasos salariais. O clube, por sua vez, contesta as reivindicações do jogador e informa que irá entrar com um mandado de segurança contra a decisão.

A ação, informada inicialmente pelo Globoesporte.com, alega falta de pagamentos dos salários de fevereiro e março de 2019, mais o 13° de 2018 e cinco meses de recolhimento do FGTS (novembro de 2018 a março de 2019).

O Vasco, porém, diz em nota oficial já ter pago fevereiro e 13º de 2018 a Galhardo e ao restante dos atletas e funcionários:

"O Club de Regatas Vasco da Gama informa que tomou conhecimento nesta terça-feira (23/04) da decisão liminar decorrente da ação ajuizada pelo atleta Thiago Galhardo. O Clube esclarece já ter depositado o salário de fevereiro e o 13º referente a 2018 de todos os seus funcionários (incluindo Thiago Galhardo), não havendo, portanto, o atraso alegado pela defesa do atleta. O Vasco reitera que vinha negociando amigavelmente a rescisão do vínculo com o jogador. O Clube entrará com um mandado de segurança para cassar a liminar e, assim, seguir negociando o distrato com o atleta sem a necessidade de mediação da Justiça".

Leia mais sobre: Thiago Galhardo

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »