Vasco perde efeito 'caldeirão' em São Januário com gol nos acréscimos

O Vasco da Gama tinha o apoio da torcida em São Januário, mas viu o Atlético-PR nos acréscimos e o clima foi de tristeza.

A sequência de jogos do Vasco nesta reta final de Campeonato Brasileiro não é nada fácil. O time, no entanto, apostava no efeito 'caldeirão' em São Januário. O problema é que logo no primeiro duelo em casa a situação não saiu como esperado. Assim como ocorreu contra o Grêmio, o Cruzmaltino voltou a levar gol nos acréscimos e viu o Atlético-PR arrancar empate no fim.

O clima foi de devastação. Se durante todo o jogo a torcida apoiou de maneira incondicional, mesmo com o adversário melhor em campo, após o apito final nem vaias foram ouvidas. Um silêncio sepulcral em São Januário. Na sequência, gritos tímidos de "time sem vergonha". Mais do que raiva, tristeza era o que melhor traduzia o sentimento dos vascaínos.

Tristeza e apreensão. O resultado foi péssimo para as pretensões do Vasco de se manter na elite do futebol brasileiro. A queda representaria o quarto rebaixamento da história do clube. O time soma 39 pontos e terá que conseguir duas vitórias em quatro jogos para alcançar uma pontuação segura na classificação.

"Precisamos recuperar os pontos. Temos que ser mais fortes do que fomos até agora. Os gols, infelizmente, aconteceram nos acréscimos. Fica um gosto ainda mais amargo, mas temos que unir forças. Só assim vamos conseguir recuperar esses pontos", disse o técnico Alberto Valentim.

O próximo jogo é contra o Corinthians, no sábado, em Itaquera. Depois dois jogos seguidos em São Januário: São Paulo e Palmeiras. Na última rodada, um decisivo duelo contra o Ceará, no Castelão. Fora do Rio, confrontos diretos contra o rebaixamento. Em casa, adversários que lutam na parte de cima da tabela.

Leia mais sobre: Vasco x Atlético-PR, Campeonato Brasileiro

Comentários

Últimas notícias

Reforços do Vasco para 2019

Veja mais notícias »