Vasco nega ter oferecido salário de R$ 5 mil a jogadores: 'Não procede'

A diretoria do Vasco da Gama emitiu uma nota em seu site oficial, negando ter oferecido salário de R$ 5 mil a jogadores.

A diretoria do Vasco da Gama emitiu uma nota em seu site oficial, negando ter oferecido salário de R$ 5 mil a jogadores, informação publicada na noite desta quarta-feira (20) pelo site Globo Esporte, e repercutida no site Vasco Notícias.

No esclarecimento, o Clube informou ter recebido o valor de uma receita pontual, que seria inicialmente dividido para os jogadores numa fração de R$ 5 mil para cada, o que não ocorreu porque acordaram em pagar os atletas com salários menores com a referida verba.

- O Clube esclarece que, no início de maio, em razão da entrada de uma receita pontual, decidiu-se, em consenso, destinar parte dos recursos para o pagamento de funcionários e fornecedores e parte para o grupo de atletas. Como o montante era pequeno, uma das opções para aquele ingresso específico de recursos foi efetuar um pagamento base no valor de R$ 5 mil a todos os atletas, além de mais um complemento percentual de acordo com a faixa salarial de cada um. Depois, em comum acordo com o grupo, foi decidido, finalmente, que o recurso em questão seria usado apenas para pagar os atletas que ganham até uma faixa salarial especifica.

Confira a nota na íntegra

O Club de Regatas Vasco da Gama nega veementemente o teor da matéria publicada nesta quarta-feira (20/05) pelo site Globoesporte.com com o título "Vasco propõe pagar R$ 5 mil mensais aos atletas durante a quarentena, mas grupo recusa". Esta informação absolutamente não procede.

O Clube esclarece que, no início de maio, em razão da entrada de uma receita pontual, decidiu-se, em consenso, destinar parte dos recursos para o pagamento de funcionários e fornecedores e parte para o grupo de atletas. Como o montante era pequeno, uma das opções para aquele ingresso específico de recursos foi efetuar um pagamento base no valor de R$ 5 mil a todos os atletas, além de mais um complemento percentual de acordo com a faixa salarial de cada um.

Depois, em comum acordo com o grupo, foi decidido, finalmente, que o recurso em questão seria usado apenas para pagar os atletas que ganham até uma faixa salarial especifica. Ou seja: os próprios jogadores com maiores vencimentos, mesmo neste momento difícil para todos, optaram por auxiliar os que ganham menos.

Portanto, ao contrário do que está publicado erradamente na matéria, esta não foi uma proposta "mensal", e muito menos uma "proposta" de R$ 5 mil reais aos atletas.

Por fim, mais uma vez, a Diretoria Administrativa aproveita para agradecer aos atletas e todos os funcionários por todo o empenho durante este momento sabidamente difícil.

Leia mais sobre: Notícias Exclusivas

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »