Vasco cria nova cartilha para o elenco durante as férias

O departamento médico e físico do Vasco da Gama elaborou nova cartilha para os jogadores durante o isolamento social e férias.

Na véspera de entrar oficialmente de férias, na última terça-feira, o elenco do Vasco recebeu uma nova cartilha. As orientações foram formuladas por todo departamento médico e físico. O desafio é manter os jogadores, isolados em casa, em um bom nível físico. A maior dificuldade é trabalhar sem uma data para voltar a jogar.

Por enquanto, a previsão é que elenco retorne aos treinos no dia 21, assim como os demais grandes clubes cariocas. Mas o cenário é incerto e não se sabe quando a bola voltará a rolar. Tudo vai depender de como estará o cenário da pandemia do coronavírus e das orientações das autoridades até lá.

- Fazendo uma analogia, é como preparar um soldado sem saber quando será a guerra – disse o Marcos Cezar, coordenador-científico do Vasco.

À distância, o Vasco tenta minimizar as invitáveis perdas no condicionamento do elenco. Apesar de estarem de férias, os jogadores são orientados e monitorados semanalmente. Há uma grande diferença entre as férias de fim de ano e o cenário atual. Quando retornarem, os times estarão em momentos importantes da temporada, ao contrário do que geralmente acontece em janeiro.

- Geralmente recomendamos nas férias que o atleta abdique de qualquer prática esportiva nos primeiros 10, 15 dias, para se recuperar fisicamente e mentalmente. No fim da temporada o atleta foi submetido a um desgaste físico e emocional muito grande. Agora, eles estão de férias forçadas, em um momento singular no mundo. Claro que não estamos cobrando deles como se fosse um trabalho do dia a dia. Mas orientamos que eles se mantenham ativos, porque só tivemos 90 dias de temporada.

- Não sabemos quando o futebol voltará, mas a princípio serão 20 dias de férias. Tentamos que eles mantenham o mínimo de condições físicas para não sentirem tanto na volta. Se voltar no dia 21, já serão 36 dias sem atividade. Não exigimos, mas todos têm muita consciência e têm dado um feed back muito positivo, na parte física e nutricional - analisou Marcos Cezar.

O departamento de futebol do Vasco entrou oficialmente de férias nesta quarta-feira. A reapresentação está marcada para o dia 21 de abril. Até lá, no entanto, uma nova avaliação do cenário do país será feira para definir se já será possível retomar os treinos.

 Rodrigo Furtado, Marcos Teixeira e Marcos Cezar

Outros trechos da entrevista com Marcos Cézar

Nova cartilha

No primeiro momento da paralisação, todas as áreas envolvidas no dia a dia do cuidado com o atleta sentaram e elaboraram a cartilha. Os departamentos médico, psicológico, de nutrição, preparação física, fisiologia e fisioterapia. Todas as áreas têm feito semanalmente monitoramentos individualizados e por grupos de Whatsapp.

Tempo necessário de pré-temproada

No início do ano, após 30 dias de férias, tivemos 10 dias de pré-temporada. Tivemos 30% do tempo que o atleta ficou parado para retomar as atividades e colocá-los num nível mínimo para competir. É o ideal? Não. Mas é o que temos. Esperamos que a partir do momento que se defina o retorno, possamos ter pelo menos 30% do tempo de paralisação.

Preocupação com momento da temporada

Quando voltarmos, estaremos numa fase do ano importante, com a proximidade do Brasileiro, fase decisiva da Copa do Brasil e da Sul-Americana. Competições e adversários com nível de exigência muito alto. Por isso temos que ter um cuidado maior. No início do ano, por conta do período de preparação, às vezes os resultados são aceitáveis. Agora será uma fase decisiva.

Leia mais sobre: Futebol

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »