Vascaínos criam 'vaquinha' para ajudar atletas paralímpicos dispensados

Uma 'vaquinha' foi criada para custear a infraestrutura para os treinos dos atletas paralímpicos que agora serão no CEFAN.

Na semana passada, o Vasco da Gama encerrou as atividades no departamento paralímpico, onde eram abrigados 125 atletas e alunos, e os organizadores já tomaram uma providência chegando a um acordo para utilizar as instalações do CEFAN.

Nas instalações, os atletas poderão seguir a preparação para as Paraolimpíadas de Tóquio até o retorno ao Gigante, que deve acontecer em 2021 com a possível mudança na presidência do Clube. No entanto, eles precisarão da ajuda da torcida para custear o espaço.

Os coordenadores do projeto paralímpico estão promovendo uma 'vaquinha' que tem o intuito de arrecadar dinheiro para cumprir o objetivo. A meta deles é atingir R$ 170 mil em doações, o que não deve ser problema para uma torcida que está erguendo um CT da mesma forma, onde envolve muito mais dinheiro.

Para promover a 'vaquinha' será realizada uma live na tarde deste domingo (24), às 14h, no canal do Gaurdiões da Colina, grupo político vascaíno que costuma aparecer ajudando em causas sociais relacionados ao Clube.

Vascaínos criam 'vaquinha' para ajudar atletas paralímpicos dispensados

Na live estarão presentes diversos atletas, jogadores, ídolos e jornalista, explicando como funciona a iniciativa e ainda comentando a reprise do jogo do título da Libertadores de 1998, que será às 16h, na Rede Globo.

Leia mais sobre: Notícias Exclusivas

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »