'Só saio do Vasco se for para ajudar', afirma Andrey

O volante Andrey reafirmou seu amor pelo o Vasco da Gama e garantiu que só cogita deixar o Clube se for para beneficiar.

Em dificuldades financeiras, o Vasco vive dias de incerteza diante do não pagamento de três folhas salariais aos atletas. Com o atraso, o Cruz-Maltino corre o risco de ser acionado na Justiça com pedidos de rescisão unilateral dos jogadores. O meia Andrey, um dos destaques do elenco em 2020, no entanto, tranquilizou os torcedores, nesta quinta-feira. Ele garantiu que não cogita se desvincular do clube por ser grato à instituição que o revelou para o futebol.

– Essa possibilidade nunca passou na minha cabeça, sou muito ao grato Vasco por tudo que o Vasco fez. Sei que o clube está passando por um momento difícil e eu sempre vou respeitar o Vasco, a sua camisa e a sua história. É o meu clube do coração, é o clube que eu amo. Sempre lutarei por esses cores. Só saio do Vasco se for para ajudar e para o Vasco também se beneficiar – afirmou o meia, em entrevista ao Globoesporte.

O clube se mobiliza internamente para pagar pelo menos uma folha salarial em atraso. No início de abril, os últimos débitos relativos às folhas salariais de 2019 foram quitados - com exceção dos direitos de imagem pagos a cerca de 20% do elenco.

Andrey volante do Vasco

A diretoria aposta em uma relação de "parceria" com o elenco para evitar a perda de ativos. O discurso oficial foi reforçado por Andrey.

– Nós jogadores sabemos que é um problema do futebol brasileiro, alguns clubes estão passando por dificuldades. Mas, conversando com a diretoria do Vasco, nós vemos que eles estão tentando trabalhar e solucionar o problema. E estamos confiando neles para que possam solucionar esse problema brevemente – completou.

Leia mais sobre: Andrey

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »