Relembre a trajetória de Martín Silva no Vasco

O goleiro Martín Silva, hoje no Libertad, ficou cinco anos defendendo o Vasco da Gama, onde se tornou ídolo da torcida.

O goleiro uruguaio Martin Silva foi contratado pelo Vasco para reforçar o time na temporada de 2014, vindo do Olimpia. O arqueiro tem em seu currículo títulos de campeão nacional uruguaio com o Defensor e de finalista da Copa Libertadores da América em 2013, com o Olimpia. Prestes há completar 31 anos, o goleiro foi contratado para levar experiência à meta do time e se tornou rapidamente titular da equipe.

Sua estreia foi no Campeonato Carioca de 2014, em partida válida pela terceira rodada do contra o Friburguense, que terminou com vitória da equipe vascaína por 6 x 0. No final da competição, o Vasco ficou com o título de vice-campeão, mas Martin Silva foi consagrado como “goleiro menos vazado”.

Em março de 2014, um drama familiar fez o goleiro se ausentar do clube. Sua filha nasceu prematura e com problemas respiratórios. Liberado pelo clube, o goleiro foi para Montevidéu acompanhar o tratamento.

Após a recuperação de sua filha, Martín Silva retornou ao Brasil e entrou em campo em partida contra o Fluminense. Silva foi considerado o melhor em campo e durante a partida viveu um dos momentos mais emocionantes de sua passagem pelo time da colina, com a torcida homenageando sua filha, cantando o nome da menina junto com palavras de força.

Estreitando ainda mais os laços com o time, após ser convocado pela seleção do Uruguai para a Copa do Mundo de 2014, o Vasco lançou uma camisa especial com a cor azul celeste em sua homenagem. Desde a copa de 98, a equipe não tinha nenhum atleta do elenco convocado para participar de uma Copa do Mundo.

Após a o mundial, e já como principal ídolo da torcida, Martín foi o jogador escolhido para entrar em campo com a camisa 116, em homenagem ao aniversário do clube, em agosto de 2014. O uruguaio também foi alvo de outras ações de marketing do clube, como camisas e luvas de goleiro personalizadas com seu autógrafo.

Ele não teve sucesso apenas por suas grandes atuações e milagres operados a frente da meta vascaína ao longo dos anos, mas se tornou referência também por seu trabalho e profissionalismo. Abraçou o time nos momentos bons e ruins, permanecendo para jogar a Série B do Campeonato Brasileiro, após não conseguir evitar o rebaixamento do time em 2015.

Virou capitão e foi uma voz ativa no vestiário do time, ajudando companheiros a encarar os desafios que surgiam, não apenas no campo, mas fora dele com a conturbada crise política do Vasco.

Martín Silva conquistou o título carioca de 2015 com o time. Nos cinco anos que permaneceu no clube, foi um dos principais responsáveis pelos bons momentos do Vasco.

Martin Silva, ex-goleiro do Vasco

O ano de 2018 não começou tão bem para o Vasco e nem para o goleiro, que parecia não estar no seu melhor nível técnico. Martín foi convocado para Copa do Mundo novamente, mas no Brasil as falhas em sequência custaram sua vaga no time titular, com Fernando Miguel assumindo a posição e sendo um dos destaques do time na luta contra o rebaixamento.

Ao final da temporada de 2018, já em atrito com a diretoria por conta de salários atrasados e problemas extra campo, a saída se tornou um caminho natural. Apesar de receber sondagens de times brasileiros, o goleiro uruguaio preferiu retornar ao futebol do Paraguai, fechando com o Libertad.

Leia mais sobre: Martín Silva

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »