PC de Oliveira analisa 'pênaltis' para o Vasco contra o Athletico-PR

O comentarista de arbitragem Paulo Cesar de Oliveira vê pênalti em lance com Castan e diz que 2º pênalti foi erro do árbitro.

O comentarista de arbitragem Paulo Cesar de Oliveira viu pênalti em Leandro Castan, cometido por Bruno Guimarães, no primeiro tempo de Vasco x Athletico, em São Januário. O lance aconteceu aos 16 minutos da etapa inicial - na mesma jogada, Henriquez cabeceia com perigo.

No segundo tempo, após revisão com árbitro de vídeo, Daronco marcou pênalti a favor do Vasco. A jogada saiu em batida de falta de Danilo Barcelos e a bola bateu no braço de Rony. Para PC, o árbitro errou novamente, desta vez favorecendo do Vasco.

Na primeira jogada, Castan sobe ao ataque, em lance de bola parada, e tenta o cabeceio junto a Bruno Guimarães. Os dois caem no gramado. O zagueiro vascaíno pede pênalti e o atleticano faz gesto negando a irregularidade. Na opinião de PC de Oliveira, a arbitragem errou em não sinalizar a penalidade máxima a favor do time vascaíno.

- Percebam que em nenhum momento o Bruno Guimarães se preocupa com a bola. Ele está de costas, vai direto no Leandro Castan e derruba o jogador do Vasco. Na minha opinião pênalti não marcado pela arbitragem. O (Anderson) Daronco estava de frente e não marcou a penalidade. Eu, como VAR (árbitro de vídeo) teria recomendado a revisão à beira do gramado - disse PC.

Anderson Daronco apita a partida, auxiliado por Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Junior. O árbitro de vídeo é Daniel Nobre Bins.

Leia mais sobre: Vasco x Athletico-PR, Campeonato Brasileiro

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »