Julio Brant não vê semelhança entre os casos de Eto'o e Yaya Touré

O possível candidato à presidência do Vasco, Julio Brant, explicou a grande diferença entre os dois casos envolvendo craques.

Em entrevista concedida ao canal do jornalista Rica Perrone, no Youtube, o possível candidato à presidência do Vasco da Gama, Julio Brant, se manifestou sobre uma comparação que veio à tona desde que o também presidenciável, Leven Siano, anunciou um acordo com o marfinense Yaya Touré para jogar no Gigante em 2021 caso vencesse a eleição, o que foi desfeito pouco tempo depois.

Para alguns vascaínos, a estratégia de Leven Siano foi a mesma de Julio Brant na eleição passada com o camaronês Samuel Eto'o. No entanto, para o líder da Sempre Vasco se trata de casos totalmente diferentes porque ele só foi conversa com o atacante após a vitória na ação da Urna 7, dizendo que naquela altura se sentia confiante para fazer isso já que nunca na história do Gigante um candidato que venceu a votação em São Januário não havia sido confirmado presidente na Lagoa.

- Primeiro, que eu não critiquei o Leven de forma alguma. Em nenhum momento. Zero. Nunca critiquei. Segundo, que são situações completamente diferentes. Eu só sentei como Eto'o após a vitória, o resultado da Justiça da Urna 7, quando nós levamos a vitória. Só ali então, na primeira semana de janeiro, eu sentei para negociar com o Eto'o em Paris. Nunca na história do Clube, em 120 anos, aconteceu o que aconteceu. Nunca. Então eu já tinha uma relativa segurança de que podíamos fazer isso.

Julio Brant destacou que não mencionou o nome de Samuel Eto'o em nenhum momento da campanha, prometendo que o traria ao Vasco se eleito. O conselheiro ainda revelou que não tinha a intenção de anunciar o atacante naquele momento, sendo que a informação vazou por meio de um jornalista italiano que estava presente no mesmo restaurante em que aconteceu a reunião. Segundo ele, a intenção era anunciá-lo na posse de presidente, mas o camaronês reforçaria o Vascão somente no meio de 2018, quando acabava o contrato com Antalyaspor, da Turquia.

- Eu desafio qualquer vascaíno a procurar uma sequer menção minha em campanha, em eleição, de qualquer jogador, muito menos o Eto'o, prometendo que vou assinar com ele ou coisa parecida. Não falamos dele em enhuma momento da campanha em 2017. Ele surgiu, sim, depois da minha eleição, depois de eleito, depois da Justiça ter nos dado a vitória anulando a Urna 7, e mesmo assim porque vazou. Não falei do Eto'o em momento nenhum. Isso vazou por um jornalista italiano, que estava no Le Fouquet's, um restaurante grande, conhecido em Paris. Viram o Eto'o lá, foram investigar, e viram quem eu era e anunciaram, e aí, óbvio, explodiu no mundo inteiro, todo mundo começou a falar disso e agente se posicionou, mas eu nunca declarei ele, e a ideia não era essa, era realmente guardar segredo porque ele só poderia vir no meio do ano porque estava jogando na Turquia, ele teria que sair do contrato, e seria anunciado na posse, mas só viria jogar com a gente na janela do meio do ano. Não anunciaria naquele momento.

Julio Brant disse que não há semelhança entre os casos de Yaya Touré e Eto'o

A estratégia do Leven é errada?

Perguntado sobre a estratégia usada por Leven Siano, Julio Brant adotou o tom moderado e não quis fazer julgamento. O conselheiro vascaínose limitou a dizer que não faria o mesmo que o possível adversário na eleição, respeitando a sua opção.

- É difícil julgar estratégia de campanha. Eu não faria isso, minha opinião, não faria como nunca fiz, mas cada campanha tem a sua estratégia. 

Trará algum grande jogar ao Vasco se eleito?

Seguinto no tema reforços de renome para o Vasco, Julio Brant confirmou que, caso eleito, buscará um grande jogador para o Vasco, ainda sem nenhuma definição. Ele disse que o caso não tem pressa, mas afirmou que o Vasco e a sua torcida precisa de um ídolo.

- O Vasco precisa de um grande nome. Se é o Eto'o ou não a gente vai pensar como pensamos naquela época, mas precisa sim de um grande nome, não precisa ser de imediato, mas o Vasco precisa ter um ídolo para chamar de seu. A torcida precisa disso.

Enquanto Leven Siano foi o 1º a se colocar na disputa à presidência do Vasco, há alguns meses, Julio Brant ainda não confirmou a sua candidatura, mas tudo indica que ele será o nome que representará a Sempre Vasco, ele que já participou das eleições de 2014 e 2017, sendo que ficou muito próximo de se presidente na última, mas de forma de forma polêmica perdeu para Alexandre Campello, com quem havia se unido para vencer Eurico Miranda.

Leia mais sobre: Notícias Exclusivas, Julio Brant, Leven Siano

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »