Julio Brant exime beneméritos de culpa por derrota nas eleições do Vasco

O conselheiro do Vasco da Gama, Julio Brant, esclareceu que a sua derrota nas eleições foi causada pela ruptura no grupo.

Durante a live no Instagram com o humorista vascaíno Bruno Mazzeo, na última terça-feira (07), o conselheiro do Vasco da Gama e líder da Sempre Vasco, Julio Brant, esclareceu uma situação relacionada à última eleição para presidente do Cruzmaltino em 2017.

Julio Brant disse que a sua derrota na reunião ocorrida na Sede Náutica da Lagoa não teve como fator fundamental os beneméritos. Segundo ele, o resultado negativo ocorreu apenas por causa da ruptura que teve no grupo às vesperas da eleição.

- É bom frisar isso porque as pessoas confundem as coisas. Nós não perdemos a eleição nos beneméritos. Nós tivemos mais votos nos beneméditos do que o Roberto Dinamite teve quando foi eleito. Nossa derrota foi dentro do grupo. Foi relamente o grupo que fazia parte do nosso que saiu. Que foi eleito junto com a gente e saiu. Esse sim foi o movimento. Nos beneméritos tivemos muitos votos e o Calçada naquele momento representava justamente isso.

Depois de receber o maioria dos sócios na votação realizada em São Januário, Julio Brant acabou perdendo o apoio de Alexandre Campello, com quem havia se juntado para derrotar Eurico Miranda, que, com apoio de parte dos conselheiros, se elegeu presidente do Vasco na Sede Náutica da Lagoa.

Julio Brant disse que ruptura no grupo causou sua derrota nas eleições de 2017

Leia mais sobre: Notícias Exclusivas, Julio Brant, Política

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »