Vasco segue com rendas penhoradas por dívida com Joel Santana

Vasco tem rendas de jogos da Libertadores e Copa do Brasil penhoradas por dívida de mais de R$ 1 milhão com Joel Santana.

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro divulgou nesta quinta-feira que a renda do Vasco seguirá penhorada. O pedido de suspensão pelo Vasco da penhora da renda dos jogos da Copa do Brasil e Libertadores foi indeferido. Isso acontece devido a uma ação movida por Joel Santana, através da empresa J. Santana e Eventos. O treinador pede mais de R$ 1 milhão.

Assim, as rendas dos jogos da Copa do Brasil e Libertadores irão ficar retidas. As cotas de televisão e da fornecedora de material também não irão para os cofres do Vasco. Além disso, o Gigante da Colina não poderá receber o dinheiro que espera da porcentagem transferência de Philippe Coutinho para o Barcelona.

O clube recorreu da sentença da 16ª Vara Cível da Comarca da capital determinando a penhora alegando que, com a medida, teria asfixiadas as suas finanças.

“No presente caso, foi determinada a penhora dos créditos que o agravante tem a receber em razão da transferência do jogador Philippe Coutinho até que se alcance o valor da execução; a penhora de valores a serem pagos pela CBF em decorrência da participação do clube na Copa do Brasil e na Copa Libertadores da América; a penhora de cotas televisivas; e a penhora de créditos a serem pagos pela fornecedora de material esportivo Dilly Sports. Ordenou-se o depósito judicial dos valores arrecadados”, assinalou o relator da ação, desembargador Luciano Saboia. “A concessão de efeito suspensivo somente se justificaria se houvesse alguma flagrante ilegalidade ou excesso na decisão agravada, o que não se verifica em juízo de cognição sumária”, acrescentou.

Leia mais sobre: Joel Santana

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »