Fellipe Bastos explica decisão do elenco do Vasco de não dar entrevistas

O volante Fellipe Bastos explicou o motivo que levou o elenco do Vasco da Gama a não dar entrevistas por quase um mês.

Um dos líderes do atual elenco do Vasco, Felipe Bastos concedeu entrevista à ESPN Brasil após quase um mês de silêncio devido a um movimento dos jogadores para protestar pela falta de pagamentos. Bastos explicou que foi uma decisão tomada em conjunto por todo o elenco cruz-maltino.

"Nosso vestiário é muito bom. As coisas dentro de campo não vinham acontecendo, não consigo explicar o por que. Tínhamos muita vontade, mas algo faltava. Não dar entrevistas foi uma briga de todos. Entendemos a preocupação do clube, mas estávamos indo para um caminho com quase quatro meses de imagem atrasado e os funcionários também estavam sem receber. Achamos essa maneira válida para não bater de frente com o clube. Foi uma maneira do presidente vir conversar com a gente e ele veio. Precisamos estar juntos e para isso precisamos voltar a falar. Estamos em uma crescente com o clube. Se não acaba que ficamos à margem de tudo que está acontecendo", finalizou.

Mesmo com o futebol paralisado pela pandemia do novo coronavírus, Fellipe Bastos falou também sobre a situação do Vasco. A equipe não teve boas apresentações no início da temporada e entrou no período de suspensão de jogos em crise e com a demissão de Abel Braga. Para o volante, o principal objetivo em 2020 é permanecer na Primeira Divisão. No entanto, ele acredita que o Cruz-Maltino deva sonhar com coisas maiores.

Fellipe Bastos e Talles Magno

"Hoje, vendo tudo que passamos, o objetivo é se manter na primeira divisão. Mas o Vasco que queremos é brigando por coisas grandes. Libertadores é algo que a gente almeja, queremos disputar as melhores competições. Sabemos das nossas dificuldades e limitações, mas hoje estamos um passo atrás dos clubes que estão brigando lá em cima por investimento, estrutura, entre outros. Ficar na primeira divisão é uma grande vitória, mas não é isso que queremos, desejamos brigar por coisas grandes", disse.

Leia mais sobre: Fellipe Bastos

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »