Entrevista coletiva de Ramon Menezes após o jogo contra o Madureira

O técnico Ramon Menezes falou sobre o desempenho da equipe do Vasco da Gama contra o Madureira e projetou evolução.

A vitória por 1 a 0 do Vasco contra o Madureira não foi o bastante. O Volta Redonda venceu o Resende de virada (2 a 1) e eliminou o time vascaíno. O gol do time de São Januário foi de... Cano, sempre e só ele, mas não serviu para o Vasco avançar de fase. O argentino fez o nono gol em 13 jogos pelo Vasco.

Vice-campeão carioca em 2019, o Vasco não se classificou para a semifinal da Taça Rio - já não havia se classificado na Taça Guanabara - e está fora do Campeonato Carioca 2020. Na classificação geral, o Vasco terminou apenas na sétima colocação.

Após a partida, o técnico Ramon concedeu entrevista coletiva virtual, com auxílio da Vasco TV. Ele lembrou que, depois de três semanas de trabalho, o time teve mais dificuldades nesta partida do que na primeira dele (3 a 1 sobre o Macaé). Segundo ele, as dificuldades eram esperadas depois de breve tempo de recuperação entre uma jogo e outro.

- Estou muito feliz dos atletas terem entendido o que pensamos e o que queremos. Falo da ideia de jogo e da mudança de comportamento. O nosso adversário já viu alguma da nossa equipe. Precisamos evoluir e melhorar, os jogadores sabem disso. Para colocar em prática nossa ideia, vamos ter que crescer muito na parte física. Claro, tem a parte técnica e tática - disse Ramon.

O treinador foi questionado sobre a situação de Fredy Guarín. O jogador colombiano ainda não retornou aos treinos com o grupo e passa por questão particular. Ramon foi sucinto no comentário sobre o jogador colombiano. Disse que pretende tê-lo de volta, mas avisou:

- Falar da qualidade e da importância não preciso nem falar, mas ele tem que estar de corpo e alma aqui no Vasco. (Precisa) trabalhar, procurar recuperar toda sua parte física, porque parte técnica ele tem de sobra, e a gente conta com o Guarín - afirmou o treinador.

Sobre o jogo, Ramon viu mais erros na partida contra o Madureira do que contra o Macaé. Lembrou que o Madureira marcou os avanços de Pikachu, fazendo linha de cinco na defesa.

-Toda vez que Yago (Pikachu) fazia projeção pro ataque, Larruso já tava ali para marcá-lo. Ora linha de cinco, ora linha de quatro. No segundo tempo, acho que o time se soltou mais. Fiz algumas substituições. Acho que quem está entrando já entendeu essa ideia. Nosso adversário dificultou muito. Se olhar o jogo passado, o adversário criou uma oportunidade. Hoje já tivemos mais dificuldades, já imprimiram velocidade no contra-ataque. Mas saio satisfeito porque a ideia a gente sente que eles já entenderam e o comportamento também. Agora é trabalhar e precisamos trabalhar muito.

Ramon Menezes durante jogo contra o Madureira

Confira mais da coletiva de Ramon

Concentração de gols em Cano

- É um jogador muito importante, que já vem fazendo tudo o que se espera dele, que é colocar a bola para dentro. Se a bola chegar, ele tem essa capacidade. Jogador inteligente, se posiciona muito bem dentro da área, mas vamos ter que trabalhar muito porque a responsabilidade é de todos de fazer os gols. Temos criado muitas oportunidades, vários jogadores tiveram chances de fazer gols nesses dois jogos.

Avaliação de Talles

- Talles vai crescer, a gente espera muito dele. Já mostrou que é capaz, jovem jogador. Vinha de lesão e de longo tempo parado. Estamos seguindo um protocolo porque sabe que ele não está em condições de fazer 90 minutos. No segundo tempo dele, a movimentação foi muito interessante. Ele vai ter que estar muito preparado porque os adversários virão com dobra de marcação, uma marcação muito forte. Vai nos ajudar muito. É um grande jogador. Algumas equipes virão a São Januário para jogar no nosso erro. Vamos ter que trabalhar em cima disso. É uma dificuldade imensa. Lógico que em algum momento você propicia o contra-ataque. Precisamos melhorar muito no sentido do pós-perda, de estarmos próximos. Isso é o tempo, é construção, é a melhor do condicionamento físico e a própria tática. A respeito de contratações, vamos sentar, conversar e ver o que é melhor.

Andrey em alta

- Andrey tem muita qualidade. Hoje ele se tornou uma referência dentro da equipe, embora seja jovem. Uma referência de superação Não vinha jogando no ano passado, terminou o ano com alguns jogadores na frente dele. Nesse ano, fez tudo o que se espera dele. Jogador muito técnico. Quando vê o jogo de frente, é problema para o adversário. Tem tudo para evoluir. Jogador jovem, com muito potencial e muita qualidade.

Ponto positivo e negativo

- Tivemos praticamente três semanas envolvendo parte tática e ideia. Ponto positivo foi o entendimento de uma ideia e a mudança de comportamento. Negativo é que precisamos evoluir, melhorar, e isso aí é com o tempo. Tenho muita confiança de que vamos evoluir e melhorar muito. Não dar continuidade no campeonato é ruim pela grandeza do clube, mas infelizmente não conseguimos.

Entrada de Bruno César

- Bruno vem trabalhando muito, teve uma mudança impressionante de comportamento, entendeu muito bem o posicionamento, já vem fazendo o que se espera dele. Vai crescer junto com o grupo. Jogador importante, já teve duas oportunidades de entrar e nos ajudar. Hoje entrou muito bem.

Jogos-treinos?

- Vamos conversar com a diretoria. Lógico que é importante a gente pensar em situação de jogo-treino. Vamos trabalhar muito nesse período. Acho que tudo se resume ao trabalho. Em pouco tempo, já houve mudança de comportamento e a compreensão de uma ideia. Estou muito confiante para a sequência, sei que competições importantes e difíceis estão por vir. Temos o Brasileiro, que é super difícil e importante. A Copa do Brasil, em que já saímos atrás e que vamos ter que fazer grande jogo contra o Goiás. E a Sul-Americana, que se tiver, temos condições de fazer grande competição.

Leia mais sobre: Vasco x Madureira, Ramon Menezes

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »