Em tratamento, Ricardo Gomes ainda não pode voltar a ser técnico

Ricardo Gomes segue se preparando para voltar a dirigir uma equipe de futebol, mas ainda não se sente seguro o suficiente para exercer a função.

O AVC que tirou Ricardo Gomes da beira do gramado completa três anos nesta quinta-feira. O ex-treinador do Vasco segue se preparando para voltar a dirigir uma equipe de futebol, mas ainda não se sente seguro o suficiente para exercer a função. Ricardo, que deixou o cargo de diretor técnico do clube de São Januário há aproximadamente seis meses para se dedicar exclusivamente às sessões de fisioterapia, comemora os progressos alcançados e planeja trocar em 2015 os aparelhos da academia pelo campo e bola:

- Percebo que estou falando bem melhor, mas ainda falta a sensibilidade do lado direito. Estou enchendo o saco dos fisioterapeutas. Eles não me aguentam mais - disse ao blog Extracampo.

Ricardo Gomes estabeleceu o prazo de mais um ano, embora admita voltar antes, se a fisioterapia continuar apresentando resultados satisfatórios.

Ricardo Gomes

- Os médicos dizem que, se não há evolução em até quatro anos após um AVC, dificilmente a recuperação é possível. Então, talvez eu tenha de esperar completar os quatro anos para ter a certeza de que posso voltar. Ou para desistir. Mas tenho esperança de voltar antes, em janeiro ou julho.

Ricardo vem se mantendo atualizado com o mundo do futebol e assistiu a jogos na Europa recentemente.

Leia mais sobre: Ricardo Gomes

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »