Dorival tem pior aproveitamento no Vasco e vira vilão em queda

Dorival Júnior teve o maior período para conseguir recuperar o Vasco, mas conseguiu aproveitamento de apenas 34,6%.

Dorival também foi responsável pela do Vasco

Dorival também foi responsável pela do Vasco

O Vasco foi rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro, após derrota por 5 a 1 para o Atlético-PR neste domingo. O resultado confirmou péssima campanha cruzmaltina, que resultou no segundo rebaixamento do clube em cinco anos. O time de São Januário teve três treinadores durante a competição, todos eles tratados como vilão. Dorival Junior - que dirigiu a equipe por 25 jogos no Brasileirão - teve o maior período para conseguir recuperar o Vasco, mas conseguiu aproveitamento de apenas 34,6%.

Rebaixado com o rival Fluminense, Dorival amarga fracassos nas Laranjeiras e em São Januário. A má fama do Cruzmaltino é dividida com outros nomes. No Vasco, A lista de técnicos começou com Paulo Autuori, que ficou por seis rodadas do Brasileirão e teve aproveitamentamento de 38,8%.

Autuori pediu demissão alegando que o clube não cumpriu o acordo em relação aos salários que estavam constantemente atrasados. Dorival chegou em seguida e ficou pouco mais de três meses. Após a saída de Dorival, foi a vez de Adilson Batista com 57,14% e que comandou a equipe nas últimas sete rodadas.

Dorival chegou ao Vasco em julho e assumiu a equipe na sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Foram 25 jogos a frente do time de São Januário na competição, onde conquistou seis vitórias, onze empates e oito derrotas.

"Acredito que deixei uma história bonita dentro do Vasco. Participei de um momento bonito do clube [acesso para a Série A em 2009]. Cheguei neste ano no meio da competição. Tentei fazer o meu melhor e não consegui", disse Dorival Junior durante a semana que antecedeu o rebaixamento do Vasco.

Após um bom início de trabalho com Dorival, com duas vitórias seguidas, o Vasco voltou a mostrar a inconstância do início da competição e as derrotas não demoraram a aparecer. Mesmo com a tentativa do diretor Ricardo Gomes de manter o técnico no cargo, a saída era questão de tempo.

A demissão de Dorival Junior veio se arrastando durante alguns meses. Até que aconteceu em outubro, após a derrota por 2 a 1 para a Ponte Preta, que também foi rebaixada. Pouco tempo depois, o treinador assumiu o Fluminense, que também foi rebaixado no Campeonato Brasileiro.

Essa foi a segunda passagem de Dorival Junior pelo Vasco. A primeira foi em 2009, quando o Cruzmaltino disputava a Série B do Brasileiro pela primeira vez. O treinador foi responsável pela volta à elite e pelo título da competição. Com a goleada por 5 a 1 para o Atlético-PR o Vasco foi rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro.

Leia mais sobre: Vasco x Atlético PR, Campeonato Brasileiro, Dorival Júnior

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »