Declarações de Jorginho após o jogo contra a LDU

Confira abaixo as declarações do técnico Jorginho após derrota do Vasco contra a LDU nesta quinta-feira pela Sul-America.

Jorginho: "Temos de ser sinceros e realistas. Se conseguirmos completar os dois jogos, temos possibilidade de alcançar uma colocação entre sexto e sétimo lugar. É possível chegar próximo de uma Libertadores. É passo a passo".

Jorginho: "Queria dizer para o nosso torcedor a gratidão. Vocês estão feito um papel maravilhoso. Fizeram São Januário virar novamente um caldeirão. Esse grupo vai dar uma resposta grande no Brasileiro. Ainda vamos surpreender muita gente".

Jorginho sobre os reforços: "Conto com o Maxi, o Castán e o Vinicius. É muito bom contar com jogadores desse nível. São jogadores que jogaram na Europa. A competitividade é extremamente alta".

Jorginho sobre os zagueiros: "Essa parte de contusão é melhor o médico falar. Provavelmente o Henríquez foi um estiramento. O Breno ainda tem a possibilidade, porque foram algumas dores no joelho que estavam impedindo que esticasse a perna. Ele pediu para sair".

Jorginho: "Ele nunca vai ser aquele jogador que vai acompanhar o lateral. O lateral que tem de acompanhar ele. Ele tem de ser o quarto homem do meio de campo. O Thiago é extremamente inteligente e obediente. Sempre se coloca à disposição".

Jorginho: "Temos de conhecer o nosso atleta. Quando falei para o Thiago que ele jogaria um pouco mais aberto, eu fui muito claro, porque já passei por essa situação. Ele não é de extrema velocidade. Ele arrasta, é rápido, tem passada larga. Tem sentido de marcação".

Jorginho: "Tenho certeza que o Thiago queria estar na Libertadores, queria estar na Copa do Brasil. Eu estava muito confiante que hoje a gente ia passar. Eu já me via correndo como um louco no fim. E a torcida merece isso. O mais importante foi ver o apoio".

Sobre as vaias no fim a ele, Jorginho diz: "Tenho um relacionamento muito bom com a torcida do Vasco. Gosto de ver meus comandados sendo aplaudidos e reconhecidos. Isso basta para mim".

Jorginho: "É muito bom ter opções. Talvez pudéssemos decidir esse jogo numa bola parada. Ter o Maxi em campo seria importantíssimo".

Sobre os reforços, Jorginho diz: "Dos três, o Vinicius também está à disposição. Isso é importante. Lembrando um pouco do jogo, fiz duas substituições por lesões. Nossos dois zagueiros. E também não tenho o Luiz no próximo jogo. Vou ter dois zagueiros canhotos".

Jorginho: "Olhando no olho dos jogadores a gente vê a motivação. Contra o São Paulo, o bicho pegou lá dentro. Não poderíamos tomar aquele gol. Vejo uma equipe que briga, se tiver que xingar, xinga. E eles continuam amigos. Vimos claramente que tínhamos condições de passar".

Jorginho: "Achei que faltou mais velocidade na troca de passes. O Ramon fez dois lançamentos. Quando acontecia isso, estávamos pegando eles de surpresa. Tivemos mais volume de jogo no segundo tempo e encaixar esse passe vertical".

Jorginho: "Fizemos de tudo. Estávamos organizados, os jogadores fizeram de tudo, se entregaram, tanto que saíram dali aplaudidos. Temos um potencial muito grande".

Jorginho: "Mudamos a forma de jogar no segundo tempo. Fizemos um 3-4-3, porque queria o Ramon mais adiantado. Foi muito bom quando o Thiago Galhardo veio jogar mais atrás, fez o Giovanni jogar. O último passe dele é sempre muito bom. Não tem o que fazer".

Jorginho: "Uma equipe que jogou no contra-ataque e na bola parada. Foi um jogo que teve um domínio completo da nossa equipe, mas infelizmente não revertemos no resultado que precisávamos. Pagamos o preço do terceiro gol lá. Eu vi uma equipe completamente compenetrada".

Jorginho: "Tivemos um domínio completo do jogo. Lembro de uma pergunta pós-jogo de um repórter deles perguntando se aquele era o Vasco. E hoje eles viram quem é o Vasco. Fizemos um gol, poderíamos ter ganho de três ou de quatro. Eles tiveram quatro chutes só".

Leia mais sobre: Vasco x LDU, Jorginho, Sul-Americana

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »