Castan defende Alberto Valentim após críticas da torcida

O zagueiro Leandro Castan saiu em defesa do técnico Alberto Valentim críticas da torcida do Vasco, após segundo gol do Avaí.

O Vasco saiu de uma situação difícil e conseguiu a virada sobre o Avaí, por 3 a 2, depois de começar atrás no placar, nesta quinta-feira em São Januário. O gol sofrido no fim, quando o time levava importante vantagem para o jogo de volta na Ressacada, pela terceira fase da Copa do Brasil irritou os torcedores do vascaínos, que culparam o treinador Alberto Valentim por recuar o time ao sacar Thiago Galhardo e colocar Andrey. O zagueiro Leandro Casta, entretanto, isentou o comandante de culpa.

– Fomos buscar a virada, acho que o segundo gol ali (do Avaí) era muito evitável. Treinamos muito essa jogada de cruzamento. A culpa não é do treinador, quem entra no jogo tem que fazer o que é determinado. Sabemos que não podemos tomar um gol desse. Copa é diferente de pontos corridos, tomara que não faça falta lá em Santa Catarina. Não tenho que culpar ninguém, no vestiário a gente conversa – disse Castan.

A Copa do Brasil não tem mais o critério da vantagem de gol marcado fora de casa, portanto, para garantir a classificação o Cruz-Maltino precisa empatar ou vencer a partida, marcada para o dia 10 de abril, em Florianópolis. O Avaí precisa vencer por dois gols de vantagem, caso vença por apenas um, a decisão da vaga será nas cobranças de pênaltis. 

Castan em jogo contra o Avaí

O Vasco volta a campo no próximo domingo, às 16h, quando visita a Cabofriense, pelo Campeonato Carioca.  

Leia mais sobre: Leandro Castan, Alberto Valentim

Comentários

Últimas notícias

E lá se vão sete anos...

Veja mais notícias »