Casaca emite nota sobre ação de Edmundo que penhorou contas do Vasco

O Casaca se posicionou sobre a penhora de contas do Vasco da Gama após ação de execução da dívida com Edmundo.

O GE.com informa a penhora de contas do Vasco em função de ação de execução da dívida do clube com o ex-atleta Edmundo, com origem em 1997.

Após a realização de acordo com o retorno do jogador em 2008, o clube cumpriu com suas obrigações até junho daquele ano. A partir dali, com o advento da administração Dinamite, que triplicou a dívida do Vasco, iniciou-se a inadimplência continuada.

Com a nova mudança de administração, novo acordo foi celebrado. Entre janeiro de 2016 e abril de 2017, todas as parcelas foram mantidas. De maio a agosto, pelo menos mais duas foram pagas. Após este período, com a judicialização do processo eleitoral, os poucos recursos captados foram direcionados apenas para manter o clube em funcionamento.

Em janeiro de 2018, o modus operandi da gestão Dinamite voltou a aflorar no Vasco e as consequências estão aí.

Por fim, lamenta-se que o ex-candidato Júlio Brant tenha sido deselegante com o seu candidato a Vice-presidente, Antonio Soares Calçada. Na ânsia de defender Edmundo, atacado em mídias sociais por vascaínos insatisfeitos, disse que este não tem culpa se quem presidia o Vasco à época da origem da dívida não honrava compromissos. O Sr Calçada merecia mais respeito.

CASACA!

Leia mais sobre: Edmundo

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »