Bismarck lamenta a morte de Henrique Kupper: 'Muito triste'

O ex-meio-campista do Vasco da Gama, Bismarck, lamentou a morte do ex-volante Henrique vítima de câncer na garganta.

Em participação no canal Atenção, Vascaínos!, o ex-meio-campista e ídolo do Vasco da Gama, Bismarck, destacou as qualidades e lamentou a morte do ex-volante Henrique Kupper, que faleceu na última quinta-feira (20) vítima de um câncer na garganta.

- Hoje é um dia muito triste, hoje faleceu Henrique, volante do campeonato conquistado pelo Vasco em 1987 e 1988. O Henrique era um jogador fundamental pra qualquer equipe, de muito boa marcação, mas também saia muito bem para jogar, um companheiro incrível, um jogador muito introspectivo, mas ao mesmo tempo, muito forte dentro de campo. Ele se posicionava sem fala, se posicionava nas atitudes e no comportamento dele. A gente fica muito triste quando perde um jogador e um companheiro com o Henrique. Henrique era um orgulho para a família, para quem jogou com ele, e um orgulho para o Vasco.

Henrique Kupper tinha 57 anos e deixou uma esposa e dois filhos. Em São Januário, onde jogou 62 partidas entre 1986 e 1988, o ex-volante teve grande destaque e foi importante no bicampeonato Carioca do Vasco em 1987 e 1988, marcando, inclusive, gol importante em clássico contra o Flamengo.

Além do Vasco, Henrique Kupper defendeu outras equipes do futebol brasileiro e esteve por um longo período em Portugal.

Leia mais sobre: Notícias Exclusivas

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »