Zé Ricardo elogia o Wilstermann e vê como difícil o mata-mata da Libertadores

O técnico do Vasco da Gama, Zé Ricardo, elogia a crescente do Jorge Wilstermann e vê como difícil o mata-mata da Libertadores.

Em entrevista coletiva na véspera da partida da Libertadores, o técnico do Vasco da Gama, Zé Ricardo, relembrou a origem no nome do Jorge Wilstermann e elogiou o adversário, que está em crescente no cenário nacional e Sul-Americano junto com as equipes da Bolívia.

"Foi um aviador, né? O primeiro aviador boliviano e deu o nome à equipe. Junto ao Bolívar, vem se fortalecendo no cenário nacional. Na Libertadores também. Acho que a Bolívia mudou de patamar na Libertadores", disse o treinador.

Em seguida, Zé Ricardo classificou o mata-mata da Libertadores como difícil, sendo agravado pelo fato de ter que jogar na altitude, no caso, na cidade de Sucre, mas o treinador dá a entender que possui algumas alternativas para minimizar os efeitos.

"O componente vem pela Libertadores mesmo. A fase de mata-mata é complicada. A questão da altitude acaba sendo uma atenuante, uma agravante, mas já temos expectativas boas para jogar lá também. Antigamente era uma grande dificuldade", concluiu o treinador.

O Vasco enfrenta o Jorge Wilstermann primeiramente em São Januário, nesta quarta-feira, e na próxima semana viaja para a Bolívia para decidir a vaga para a fase de grupos, na altitude de Sucre.

Leia mais sobre: Vasco x Jorge Wilstermann, Libertadores, Zé Ricardo

Comentários

Leia também

Copyright © 2010-2018 Vasco Notícias. Todos os direitos reservados. Política de PrivacidadeFale ConoscoSobre nós