Zé Ricardo relembra passagem e pedido de demissão no Vasco: 'Desgastado'

O ex-técnico do Vasco da Gama, Zé Ricardo, relembrou a sua passagem e explicou o que o levou a pedir demissão em 2018.

Na última sexta-feira (27) o ex-técnico do Vasco da Gama, Zé Ricardo, participou do programa Expediente Futebol, do canal Fox Sports. Ao ser questionado pelo ídolo Edmundo, o comandante relembrou a sua passagem por São Januário, começando pela campanha no Campeonato Brasileiro de 2017, que rendeu uma vaga na Libertadores.

- O trabalho no Vasco foi realmente de um sabor e gratificação muito especial porque vinha do maior rival, já tinha algumas pessoas conhecidas, e foi realmente um grande desafio pelas condições que o Vasco vinha passando naquele momento. Tínhamos um grupo de jogadores muito comprometidos, mesmo com todas as dificuldades, às vezes com dois, três meses de salários atrasados, direitos de imagem. Foi na construção do ambiente que a gente conseguiu fazer uma campanha tão vitoriosa como quando o a campanha que o Flamengo terminou em 3º lugar. Proporcionalmente falando foi muito engrandecedor e vitorioso, ainda que no início do ano seguinte a gente conseguindo passar pela fase de pré-Libertadores onde, sistematicamente, colocou a gente no segundo ano disputando uma Libertadores.

Seguindo no assunto, Zé Ricardo relembrou as dificuldades que teve que lidar no começo de 2018, com a indefinição em relação ao presidente, perda de jogadores importantes no elenco, tudo isso diante do processo de montagem da equipe para a Libertadores, o que lhe causou um grande desgaste.

- Eu passei um momento de início de 2018 muito difícil onde estávamos sem representante, o Vasco ainda não tinha definido quem era seu presidente, chegamos a ter 3 em um momento, e num segundo momento nenhum porque foi um representante da Justiça que tomou conta do Vasco, e tudo isso durante uma montagem de elenco para disputar uma Libertadores. Nós começamos o ano com 14 jogadores no elenco, num ano tão importante. Tínhamos jogadores vinculados ao Vasco que no início do ano simplesmente chegaram até nós e falaram que não tinham condições de continuar no Vasco pelas dificuldades, e aquilo tinha sido também uma conversa no final de 2018 que para manter aquela pegada e aquela chegada tão bonita que tivemos, então quando essas coisas começaram a mudar no Vasco, a mudança de presidente e depois daqueles problemas que apareceram, eu me senti muito desgastado.

Zé Ricardo ainda relembrou o bom começo do Vasco no Campeonato Brasileiro de 2018, apesar das dificuldades, o que não foi o suficiente para a sua sequência no Cruzmaltino. O técnico contou que, após uma derrota para o Botafogo, em São Januário, se reuniu com o presidente Alexandre Campello e pediu demissão por desgaste e por achar que não estava mais contribuindo o suficiente com o Gigante da Colina.

- Nós até começamos bem o Campeonato Brasileiro, quando eu saí o Vasco estava na 7ª ou 8ª colocação, foi após uma derrota para o Botafogo, em São Januário, mas eu me senti muito desgastado e senti que não tava conseguindo contribuir aquilo que eu vinha contribuindo nos 10 meses anteriores. Então eu chamei o presidente, conversei com ele e falei que poderia não estar contribuindo com o que o Vasco precisava e, de repente, prejudicando uma temporada que eu sabia que iria ser difícil, então precisava de uma pessoa que pudesse mexer porque meus atletas talvez não estavam alcançando tanto eles como deveria. Mas o que fica do Vasco foram as experiência de Libertadores, de Brasileiro, e um vice-campeonato Carioca onde acabamos sendo derrotados no último lance de uma partida onde jogamos praticamente inteira com 10 jogadores. Esse foi o motivo, eu estava muito desgastado e por isso decidi naquele momento pedir demissão do Clube.

Foram 10 meses de Zé Ricardo no comando do Vasco. Nesse período em São Januário, o técnico ficou marcado pela campanha de sucesso no Campeonato Brasileiro, que levou o Clube de volta a Libertadores após alguns anos. Porém, os insucessos na Competição Continental e no Campeonato Carioca, pesaram para ele, o que somado com problemas políticos e financeiros ocasionaram em sua demissão.

Zé Ricardo comandou o Vasco entre 2017 e 2018

Leia mais sobre: Zé Ricardo, Notícias Exclusivas

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »