Vender ou valorizar: Vasco vive dilema sobre futuro de Marrony

O Vasco da Gama vive um dilema sobre o futuro do atacante Marrony, de 22 anos, após receber uma proposta do Atlético-MG.

Vender e amenizar o drama financeiro ou segurar e tentar obter um lucro maior para o exterior mais à frente? Este é o dilema que se encontra o Vasco após receber uma proposta do Atlético-MG pelo atacante Marrony, de 21 anos.

A oferta atleticana é de 3 milhões de euros (cerca de R$ 17,4 milhões na cotação atual), e o Cruz-Maltino deverá fazer uma contraproposta. A informação dos valores foi dada pela Rádio Itatiaia e confirmada pelo UOL Esporte.

Com recorrentes problemas de salários atrasados e sem perspectivas de grandes receitas a curto prazo, o clube vascaíno analisa com cuidado a situação, uma vez que o jovem é visto como um dos maiores ativos do elenco atual, juntamente com o zagueiro Ricardo Graça e o atacante Talles Magno.

Em fevereiro de 2019, o Vasco renovou com Marrony até dezembro de 2023 e subiu sua multa rescisória para 35 milhões de euros (R$ 203,1 milhões na cotação atual)), já pensando num bom negócio para o mercado europeu.

De fato, sondagens do Velho Continente aconteceram, sendo a mais incisiva a do Newcastle. Os ingleses, porém, desistiram da contratação posteriormente por terem priorizado o francês Alain Saint-Maximin, do Nice (FRA).

O Cruz-Maltino, então, seguiu por toda a temporada sem vender um grande ativo e não atingiu as metas do orçamento, fechando a temporada no vermelho.

Sem ter a mesma unanimidade que Talles Magno entre os torcedores, Marrony passou então a ter sua situação analisada com mais flexibilidade, e uma venda para o mercado nacional começou a ser considerada, mesmo ciente de que os valores não chegarão nem próximos ao que se desejava com uma negociação para o exterior. O Palmeiras também o sondou no início de 2020, mas ofereceu proposta de empréstimo em troca de jogadores, algo recusado pelo time carioca.

Marrony pode se vendido ao Atlético-MG

A "corda no pescoço" vascaína pode ser um aliado atleticano para a contratação do atacante, que tem como principais características a velocidade e o jogo aéreo.

Na semana passada, em live da Vasco TV, ele analisou a possibilidade de deixar o clube que detém 70% de seus direitos econômicos:

"Estou aqui desde 2015, acho que já estou bem acostumado com tudo que acontece ali. Por mim, eu fico o tempo que for preciso. Nunca escondi de ninguém o amor que tenho pelo Vasco. Que seja feita a vontade de Deus. Se for para ser, vai ser (sair). Se for para ficar, vou ficar no Vasco até quando o Vasco me quiser."

Leia mais sobre: Marrony

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »