Vasco tenta enxugar elenco e reduzir folha salarial

A diretoria do Vasco da Gama trabalha para enxugar o elenco e reduzir a folha salarial, neste difícil início de temporada.

Vivendo um drama financeiro, com atrasos salariais e diversas outras pendências que o impedem, inclusive, de ir ao mercado em busca de reforços. Este é o Vasco que vem trabalhando para mudar esta realidade. Como encontrar receitas está cada vez mais complicado, os dirigentes estão empenhados em promover economias internas. Uma delas é a redução da folha salarial, se livrando de atletas que não fazem parte dos planos do técnico Abel Braga.

Neste cenário a prioridade é tentar negociar jogadores que vem treinando em separado. O lateral-direito Rafael Galhardo, de 28 anos, tem contrato até o fim de 2021 e os dirigentes tentam seu empréstimo para um clube da Série B do Campeonato Brasileiro. As negociações existem, porém, ainda estão em fase inicial. A proposta prevê que o clube da Colina pague parte dos salários e esse percentual que é o entrave.

Outro lateral, Claudio Winck tem vínculo até o fim deste ano e recentemente viu uma possível transferência para os Estados Unidos fracassar. Um clube do interior paulista fez uma sondagem por ele, mas não houve avanço e o jogador de 25 anos segue no clube.

Bruno César, apoiador de 31 anos, é o caso mais complicado, pois ele tem um bom salário pára os padrões brasileiros e não tem propostas concretas. O vínculo vai até o fim do ano.

Alguns jovens promovidos das categorias de base também podem ser emprestados com o objetivo de ganhar experiência.

Dentro de campo o Vasco segue se preparando para a estreia na Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, prevista para o dia 29 de fevereiro, o sábado depois do Carnaval, contra o Resende no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, às 19h (de Brasília).

Leia mais sobre: Futebol

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »