Vasco tem semana decisiva por renovação com Guarín e salários atrasados

A diretoria do Vasco da Gama inicia semana com expectativa de pagar os salários atrasados e finalizar a renovação com Guarín.

O Vasco inicia a semana com duas pautas importantes a tratar: os salários atrasados e a renovação com o meia Fredy Guarín.

No caso dos salários, em que o débito já é de três folhas, a expectativa inicial de que ao menos novembro seria pago na última sexta-feira (24). Porém, a alegação para isso não ter acontecido foi um suposto problema na operação de obtenção do valor do novo patrocínio com o banco BMG.

O clube renovou a parceria por mais três anos num total de R$ 18 milhões (R$ 6 milhões por ano). Segundo os envolvidos, problemas com penhora impediram o pagamento na semana passada.

A expectativa é de que tudo seja solucionado e o valor referente a novembro seja pago nos próximos dias. O Vasco ainda deve dezembro e 13º.

No caso de Guarín, além de o colombiano exigir o pagamento de atrasados, ele fez uma primeira pedida considerada alta pela diretoria. O Vasco, então, apresentou uma proposta e, na semana passada, recebeu uma contraproposta de seu empresário. A expectativa no Cruzmaltino passou a ser de mais otimismo.

Guarín deu prioridade ao Vasco e gostou de morar no Rio de Janeiro nos três meses de contrato que havia firmado em 2019.

Apresentação de Fredy Guarín

A diretoria entende que o colombiano é uma peça-chave para o meio de campo e valerá como uma contratação.

Até o momento, o único reforço da temporada é o atacante argentino Germán Cano. O clube também chegou a ter conversas adiantadas pelo volante Jucilei, do São Paulo, mas a repercussão negativa da possível contratação esfriou a transação.

Leia mais sobre: Futebol, Fredy Guarín

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »