Vasco sonha com elenco completo e tem DM praticamente vazio

O Departamento Médico do Vasco da Gama está praticamente vazio, e o Clube sonha com o elenco completo para a temporada.

Em 2018, o número excessivo de lesões foi um dos fatores que dificultou a vida do Vasco na temporada. Neste ano, os problemas físicos de atletas importantes também complicaram o Cruz-Maltino em diversos momentos. Atualmente, porém, apenas o lateral-esquerdo Ramon faz a transição para retornar aos gramados. Pela primeira vez em muito tempo, o departamento médico do time da Colina está perto de esvaziar.

Em 2019, Leandro Castan, Oswaldo Henríquez, Rossi e Fernando Miguel foram desfalques da equipe por lesão. Além deles, Breno e Ramon ficaram no processo de recuperação das cirurgias que passaram. O número é menor do que nos últimos anos. No ano passado, por exemplo, o Vasco chegou a novembro somando incríveis 45 lesões.

No caso de Ramon, o trabalho é feito com cautela. Dos dois anos no clube, o jogador passou 15 meses sem condições de jogo por conta de duas graves lesões. O atleta trabalha no gramado desde maio e faz avaliações físicas constantes. Ramon foi operado em novembro do ano passado após romper o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, lesionar o menisco lateral e o ligamento colateral medial.

Com o elenco quase completo, o Cruz-Maltino quer usar todas as peças que puder para engrenar de vez na temporada. Com um grupo de limitações e poucos substitutos, o presidente Alexandre Campello já admitiu, inclusive, que o clube ainda busca reforços. No entanto, o mandatário avaliou o mercado como "difícil".

A equipe de Vanderlei Luxemburgo é apenas a 15ª colocada no Campeonato Brasileiro, com 17 pontos em 15 jogos disputados. Na próxima rodada, encara o São Paulo, em São Januário, às 16h (de Brasília). Para esta partida, Luxemburgo deverá ter novamente o atacante Rossi, liberado após cirurgia de apendicite, à disposição. O zagueiro Breno já havia aparecido entre os relacionados na última rodada, no clássico contra o Flamengo, em Brasília.

Leia mais sobre: Futebol

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »