Vasco se inspira em 98 para se manter vivo na Libertadores

O Vasco da Gama se inspira na Libertadores de 1998 para se manter vivo na disputa da competição deste ano.

É de ciência de todos que o Vasco precisa de uma reviravolta para avançar às oitavas da Conmebol Libertadores. Uma derrota nesta quarta-feira, às 21h45, diante do Cruzeiro, em São Januário, acabará com as chances de o Cruz-Maltino seguir na competição com uma rodada de antecedência. Mas esta reviravolta não é impossível. Basta olhar para 1998, ano que o Vasco levou a Libertadores, para se inspirar bem. O site do LANCE! transmite em tempo real.

Na fase de grupos da Libertadores em 1998, o Vasco estava ao lado de Grêmio, América (MEX) e Chivas (MEX). Nos três jogos iniciais, um ponto conquistado, o que se repetiu na atual edição. Nos três restantes, sete pontos. Se classificou, assim, com oito, mesma máxima pontuação possível no grupo 5 de 2018 que tém, além de Vasco e Cruzeiro, Racing (ARG) e Universidad de Chile.

O técnico Zé Ricardo sabe da importância de uma vitória nesta partida. Ele destacou a influência do apoio da torcida para os jogadores em campo. A harmonia do trabalho também foi lembrada pelo comandante cruz-maltino, de olho na permanência na Libertadores.

– Temos um grupo de muito caráter e profissionalismo, que se gosta. Trabalha de forma harmoniosa, mesmo com tantas dificuldades. Um clube desse tamanho merece, no mínimo, esse tipo de respeito. Precisamos muito da torcida nos apoiando aqui em São Januário. O importante para o Vasco é a vitória – comentou.

Se os caminhos finais vão se repetir, o tempo irá dizer. O time do Vasco de 1998 serve de inspiração para muitos momentos recentes do clube, o que não é diferente agora. Caso queiram seguir respirando será necessário jogar como Vasco da Gama.

LANCE! Com a palavra
"Precisam aproveitar o fator casa"
Mauro Galvão - Jogador do Vasco em 1998

As situações se lembram um pouco. O fato é que em 1998 começamos de uma forma que não esperávamos a fase de grupos da Libertadores, com duas derrotas. Mas perdemos jogando bem. Sabíamos da nossa capacidade de recuperação na reta final para selarmos a classificação à fase seguinte da competição. Conversamos muito internamente e vínhamos com bagagem, no ano anterior formos campeões brasileiros. O Vasco hoje precisa vencer o Cruzeiro para se manter vivo e com os sonhos no torneio. Precisa aproveitar o fator casa que é fundamental caso queira fazer um bom serviço e não ser eliminado precocemente.

Leia mais sobre: Vasco x Cruzeiro, Libertadores

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »