Vasco precisa de feito inédito para avançar na Copa do Brasil

Na história da Copa do Brasil, o Vasco da Gama nunca conseguiu reverter uma derrota por dois ou mais gols de diferença.

Lisca durante São Paulo x Vasco no Morumbi
Lisca durante São Paulo x Vasco no Morumbi (Foto: Miguel Schincariol)

O Vasco da Gama tem uma missão muito delicada na Copa do Brasil. Com o revés para o São Paulo por 2×0 no jogo de ida das oitavas de final, semana passada, no Morumbi, o Gigante precisa, em São Januário, de um feito inédito em sua história na competição: reverter uma desvantagem de dois gols de diferença.

A Copa do Brasil é disputada desde 1989 e, desde então, em nenhuma vez passou de fase depois de perder o primeiro confronto por dois ou mais gols de diferença, estatística que preocupa para encarar o Tricolor Paulista. No total, o Cruzmaltino esteve diante dessa situação em 12 oportunidades, umas delas diante do próprio São Paulo.

Na ocasião, o Vasco perdeu por 3×0 no Morumbi e empatou em 1×1 no Maracanã, em 2015. Outro caso que chama a atenção é a final de 2006, contra o Flamengo, quando o Gigante perdeu por 2×0 na ida e teve outra derrota na volta, esta por 1×0. Além disso, teve a semifinal de 2008 diante do Sport, caso um pouco diferente.

A equipe vascaína perdeu por 2×0 na Ilha do Retiro, conseguiu devolver o 2×0 em São Januário, mas foi derrotado nos pênaltis por 5×4, com direito a pênalti perdido do ídolo Edmundo. O maior algoz do Gigante nesse tipo de eliminação da Copa do Brasil, com derrota por dois ou mais gols de diferença no jogo de ida, é o Cruzeiro, o que aconteceu em 1993, 1996 e 1998.

Viradas

Considerando as eliminações após perder o primeiro jogo por apenas um gol de diferença, a efeito de curiosidade, o cenário se equilibra. O Gigante esteve diante da situação oito vezes na história da competição, com quatro classificações, casos de Santa Cruz em 1994, Atlético-MG em 1995, CSA em 2002, Bahia em 2003, além de Goiás em 2020, e quatro eliminações, contra Corinthians em 1995, Cruzeiro em 2003, Goiás em 2013 e Botafogo em 2020. Confira abaixo os números detalhados.

Copa do Brasil

1993 – Semifinal

  • Cruzeiro 3×1 Vasco
  • Vasco 1×1 Cruzeiro

1994 – Oitavas de final

  • Santa Cruz 1×0 Vasco
  • Vasco 3×1 Santa Cruz

1995 – Quartas de final

  • Vasco 0x1 Atlético-MG
  • Atlético-MG 0X1 Vasco (Vasco venceu por 4×1 nos pênaltis)

1995 – Semifinal

  • Vasco 0x1 Corinthians
  • Corinthians 5×0 Vasco

1996 – Oitavas de final

  • Vasco 2×6 Cruzeiro
  • Cruzeiro 1×1 Vasco

1997 – Oitavas de final

  • Athletico-PR 3×1 Vasco
  • Vasco 4×3 Athletico-PR

1998 – Semifinal

  • Cruzeiro 2×0 Vasco
  • Vasco 0x0 Cruzeiro

1999 – Oitavas de final

  • Goiás 4×2 Vasco
  • Vasco 2×1 Goiás

2002 – Oitavas de final

  • CSA 2X1 Vasco
  • Vasco 4×0 CSA

2003 – Oitavas de final

  • Bahia 2×1 Vasco
  • Vasco 1×0 Bahia (Gol fora)

2003 – Quartas de final

  • Cruzeiro 2×1 Vasco
  • Vasco 1×1 Cruzeiro

2006 – Final

  • Flamengo 2×0 Vasco
  • Vasco 0x1 Flamengo

2008 – Semifinal

  • Sport 2×0 Vasco
  • Vasco 2×0 Sport (perdeu por 5×4 nos pênaltis)

2010 – Quartas de final

  • Vitória 2×0 Vasco
  • Vasco 3×1 Vitória (Gol fora)

2013 – Quartas de final

  • Goiás 2×1 Vasco
  • Vasco 3×2 Goiás (Gol fora)

2015 – Quartas de final

  • São Paulo 3×0 Vasco
  • Vasco 1×1 São Paulo

2016 – Oitavas de final

  • Santos 3×1 Vasco
  • Vasco 2×2 Santos

2018 – Oitavas de final

  • Bahia 3×0 Vasco
  • Vasco 2×0 Bahia

2019 – Quarta fase

  • Santos 2×0 Vasco
  • Vasco 2×1 Santos

2020 – Terceira fase

  • Vasco 0x1 Goiás
  • Goiás 1×2 Vasco (vitória por 3×2 nos pênaltis)

2020 – Quarta fase

  • Botafogo 1×0 Vasco
  • Vasco 0x0 Botafogo

Lembrando que o Gigante foi campeão na edição de 2011, há 10 anos. Enquanto isso, o São Paulo busca o seu primeiro título da Copa do Brasil. O confronto será na noite desta quarta-feira (04), às 21h30min, em São Januário. Para avançar, os comandados de Lisca precisam vencer por pelo menos dois gols de diferença se quiser levar a decisão da vaga nas quartas de final para os pênaltis, ou mais de três para passar direto.

Leia mais sobreCopa do Brasil
Nenhum comentário ainda.
Deixe sua opinião

Últimas notícias
16 de setembro de 2021
Diniz revela frustração com empate, mas destaca atuação do Vasco: ‘Gostei de tudo’

Fernando Diniz não escondeu a decepção com empate do Vasco da Gama com o CRB, mas elogiou o desempenho do time.

Fernando Diniz rasga elogios a Nenê por boa estreia pelo Vasco

Técnico do Vasco da Gama, Fernando Diniz, rasga elogios para a boa atuação de Nenê, na estreia do jogador contra o CRB.

Pássaro é suspenso por 15 dias pelo STJD e não poderá ir aos estádios

O diretor executivo do Vasco da Gama, Alexandre Pássaro, já não esteve no Estádio Rei Pelé e acompanhou o jogo contra o CRB no hotel.

Próximos jogos do Vasco

Veja os próximos jogos do Vasco da Gama nesta temporada 2021, que serão disputados pela Série B do Brasileiro.

Assista aos melhores momentos de CRB 1 x 1 Vasco

Veja o que de mais importante aconteceu no empate entre o Vasco da Gama e o CRB, pela 24ª rodada da Série B.

Germán Cano marca contra o CRB e põe fim a jejum de 10 jogos sem gols pelo Vasco

Germán Cano abriu o placar contra o CRB nesta quinta-feira e colocou fim a jejum de 10 jogos sem gols pelo Vasco da Gama.

Notas dos jogadores do Vasco contra o CRB

Notas dos jogadores do Vasco da Gama na partida desta quinta-feira, contra o CRB, pela 24ª rodada da Série B do Brasileiro.

Sabor de derrota! Vasco empata com o CRB e segue longe do G4

Na estreia do técnico, Fernando Diniz Vasco da Gama empatou com o CRB fora de casa, com direito a gol no fim, e se manteve longe do G4.

Miranda é suspenso pela Conmebol por tempo indeterminado

O zagueiro do Vasco da Gama, Miranda, está com a delegação vascaína em Maceió, e possivelmente seria titular contra o CRB.

Olho no rival! Escalação do CRB contra o Vasco

Confira a escalação do CRB para o jogo contra o Vasco da Gama nesta quinta-feira, pela Série B do Campeonato Brasileiro.

Veja mais notícias