Vasco pede reforço e PM leva 22 viaturas a São Januário após ameaça de protesto

Polícia Militar se reforça na entrada de São Januário após pedido da diretoria do Vasco da Gama, após ameaça de protesto de organizadas.

França Fernandes
Por França Fernandes
-  3 de dezembro de 2020 às 19:09-  Atualizada em 3 de dezembro de 2020 às 19:09
Viaturas da PM na entrada de São Januário
Viaturas da PM na entrada de São Januário (Foto: Raphael Zarko)
data-full-width-responsive="true"

Membros de organizadas convocaram protesto a ser realizado nesta quinta-feira, às 18h, em São Januário, onde o Vasco enfrentará o Defensa y Justicia, às 21h30, no confronto derradeiro entre os times pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Diante disso, a diretoria vascaína se antecipou e pediu reforço da Polícia Militar, que deslocou 22 viaturas para a entrada principal, na Rua General Almério de Moura.

Na véspera do jogo, membros de organizadas foram à porta do CT do Almirante, em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio, para cobrar uma mudança de postura aos jogadores. Apesar dos palavrões e abordagem agressiva, não houve violência.

Nesta quinta-feira, o Vasco joga por um 0 a 0 para avançar na competição. Novo 1 a 1 leva a disputa da vaga para os pênaltis. Empates com dois gols ou mais marcados por cada equipe classifica os argentinos.

Fonte: Globo Esporte

Leia Mais Sobre