Vasco pagou parcela do 13º com dinheiro de negociação de Souza

A diretoria do Vasco da Gama conseguiu pagar a parcela do 13º do elenco com o dinheiro de negociação do volante Souza.

O Vasco conseguiu pagar a parcela que faltava do 13º do ano passado porque foi surpreendido positivamente com uma verba referente ao mecanismo de solidariedade de uma negociação envolvendo o volante Souza, atualmente no Al-Ahli, da Arábia Saudita. O crédito foi de € 500 mil (R$ 2,75 milhões), mas o montante sofreu "mordidas" até chegar efetivamente à conta de funcionários e jogadores.

O Vasco já tinha prometido quitar compromissos com alguns credores (a CBF, inclusive) assim que pintasse saldo mais robusto. Em relação aos valores pagos via CLT, ainda restam férias, janeiro e fevereiro.

Para os meses adiante, o clube ainda não tem prognóstico muito claro sobre fluxo de caixa. O cenário é similar a de outros concorrentes da Série A do Brasileiro. Mas é certo que o clube se valerá da liberação do pagamento de tributos, conforme portaria da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, para afrouxar a corda no pescoço.

Quanto às receitas, o clube contabilizou que, dos 179,2 mil sócios-torcedores, 70 mil não costumam ir a estádio. Em tese, não seriam influenciados pela pausa no calendário. De qualquer forma, o plano é gerar um engajamento para evitar queda brusca. Por mês, o Vasco arrecada cerca de R$ 3 milhões com sócio-torcedor.

Leia mais sobre: Futebol

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »