Vasco não terá direito a percentual na venda de Douglas Luiz

Por se tratar de uma transferência interna, o Vasco da Gama não receberá percentual na transferência de Douglas Luiz.

Nesta sexta-feira (12) o Manchester City-ING acertou a venda do volante Douglas Luiz, revelado no Vasco da Gama, ao Aston Villa-ING pelo valor de 15 milhões de libras (R$ 70 milhões), clube que conseguiu o acesso para disputar a Premier League.

Com a informação da venda de Douglas Luiz, muitos vascaínos imaginaram que uma porcentagem do valor entraria na conta do Vasco, através do mecanismo de solidariedade da FIFA. Porém, por se tratar de uma transferência interna, no mesmo país, a regra não vale, como destacou a Rádio Brasil.

“Clube não tem direito a cláusula de solidariedade da FIFA pela venda de Douglas Luiz do City para o Aston Villa. Como se trata de uma transferência interna no país, Vasco não recebe porcentagem como clube formador”, informou a rádio.

Douglas Luiz surgiu no profissional do Vasco em 2016, onde logo teve destaque e se tornou um dos principais jogadores da equipe. No ano seguinte, em 2017, o volante foi negociado com o Manchester City-ING por 13 milhões de euros (quase R$ 49 milhões).

Caso se tratase de uma transferência para outro país, o Vasco teria direito a 2,5% do valor, cerca de R$ 1,7 milhão.

Leia mais sobre: Douglas Luiz, Notícias Exclusivas

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »