Vasco monta pilares por classificação na Libertadores

Após fase preliminar, o Vasco da gama montou os pilares para buscar a classificação no mata-mata da Libertadores.

O Vasco estreia na fase de grupos da Libertadores nesta terça-feira, diante da Universidad de Chile, às 21h30 (de Brasília), em São Januário. O Cruz-Maltino, porém, depois de quatro partidas pelas fases preliminares da competição continental, já tem na bagagem erros, acertos e os pilares para buscar a classificação ao mata-mata: comprometimento, organização e caráter.

Nos três jogos que disputou até então, o Vasco teve mais acertos do que erros, é claro - afinal, avançou para a fase de grupos. São três vitórias: 4 a 0 e 2 a 0 contra a Universidad de Concepción, do Chile, e 4 a 0 sobre o Jorge Wilstermann, da Bolívia. Na partida de volta da terceira fase, contra os bolivianos, fora de casa, os erros ficaram evidentes na derrota por 4 a 0 (a vitória nos pênaltis garantiu a classificação).

Zé Ricardo sabe que seu time não pode repetir a postura que teve na Bolívia, principalmente para conseguir avançar num dos grupos mais difíceis da Libertadores, com Cruzeiro, La U, do Chile, e Racing, da Argentina. Mas isso não tira a motivação do treinador, que vai para sua segunda competição continental.

- Eu, desde quando acompanho a Libertadores, vi o Independiente del Valle disputar a final. Tem o Olímpia, a LDU, o Once Caldas, também... Então, os exemplos de acreditar no que podemos fazer estão aí. Se tivermos comprometimento, organização e caráter para disputar uma competição dessa, grande, não tenho por que não acreditar numa equipe como o Vasco - disse Zé Ricardo na véspera da partida.

No quesito organização, Zé Ricardo tem trabalhado para dar mais opções ao Vasco. A equipe chega à partida contra a La U com pelo menos duas formações treinadas e testadas: o tradicional 4-2-3-1, mais utilizado desde o ano passado, e o 3-5-2, que estreou contra o Fluminense, mas tem sido constantemente observado nas atividades diárias.

Para superar as adversidades do grupo, porém, Zé Ricardo sabe que não adiantará levar a campo uma equipe bem treinada. O técnico prega, insistentemente, a necessidade de alto comprometimento e caráter com a bola rolando - antes e depois, também. As três primeiras partidas da Libertadores são exemplos positivos.

Leia mais sobre: Vasco x Universidad de Chile, Libertadores

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »