Vasco encara choque de realidade necessário para a sequência da temporada

Derrota com sabor amargo para o Flamengo deixou explicito os problemas que o Vasco deve consertar para a sequência de 2019.

Na tarde do último domingo (14) o Vasco da Gama teve uma atuação desastrosa e acabou sendo derrotado por 2x0 para o Flamengo no primeiro jogo da decisão do Campeonato Carioca. Para falar a verdade, o resultado saiu barato para o Vascão se analisar o que foi apresentado os 90 minutos da partida.

Deu tudo errado para o Vasco. Não é exagero. Mesmo os jogadores que vinham se destacando na equipe não foram bem contra o Flamengo. O Gigante da Colina abusou dos erros nos dois tempos, tanto que os gols do Rubro-Negro partiram de bobeiras dos laterais. Mas não adianta culpar um ou outro. Nada justifica o que aconteceu na partida, nem o estrelado elenco do adversário.

E se eu te dizer que o resultado teve seu lado positivo? Pois é, tem sim. A derrota, da forma como aconteceu, mostrou as limitações que o Vasco possui e a necessidade de fazer mudanças para não fazer feio na sequência da temporada, principalmente em relação ao Campeonato Brasileiro. Não dá para aceitar ver o Cruzmaltino brigando novamente para se manter na Série A.

Certo que o Flamengo possui um dos melhores elencos do Brasil no momento, mas o que o Vasco apresentou no domingo (14) foi, no mínimo, preocupante. Na sequência da temporada, o Vasco vai encarar outras equipes tão qualificadas quanto o Rubro-Negro ou que pelo menos são organizadas. É momento de refletir sobre o que precisa mudar para que o Gigante da Colina possa ter um ano minimamente tranquilo.

O que se pode fazer agora?

Com o que a equipe vem apresentando, é inevitável que não se pense numa mudança de técnico. Alberto Valentim vem sendo bastante criticado pela torcida e pode não resistir no cargo caso não consiga bons resultados nas próximas partidas. Porém, uma mudança de comando sozinha não será o suficiente. O Gigante da Colina precisa reforçar o seu elenco, mas não apenas com nomes para simplesmente compor elenco, e sim com jogadores que chegam para ser titulares e que possam acrescentar na parte técnica.

Sem poder financeiro para investir em grandes nomes, é necessário nesse momento ser inteligente e preciso na busca por reforços no mercado. É melhor trazer poucos jogadores mas que tenham boa qualidade, do que muitos que não acrescentem nada de diferente ao grupo.

Por Willams Meneses

Leia mais sobre: Notícias Exclusivas

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »