Vasco é condenado a pagar quase R$ 1 milhão a Manga Escobar

O Vasco da Gama foi condenado a pagar R$ 954.254,19 ao atacante Andrés Escobar o Manga, que defendeu o Clube em 2017.

O Vasco começará a pagar R$ 954.254,19 ao atacante Andrés Escobar o Manga, via Ato Trabalhista. O juiz Marcelo Antonio de Oliveira Alves de Moura, da 19a Vara do Trabalho do Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região (TRT-1), homologou o valor da condenação nesta semana. O LANCE! teve acesso aos autos da ação, a qual o jogador cobrava R$ 1.175.108,20 do Cruz-Maltino.

A tramitação do processo de Manga contra o Vasco no TRT-1 foi rápida. O ex-jogador ingressou com a ação no dia 24 de maio de 2019, com o trânsito em julgado sendo certificado no dia 28 de outubro. Entre os períodos, as partes discutiram nos tribunais as questões alegadas com as respectivas defesas, mas o caso acabou não subindo para a segunda instância.

De acordo com os documentos que a reportagem teve acesso, do valor que o Vasco pagará via Ato Trabalhista, R$ 865.795,05 é bruto para ser pago a Manga, devido a não pagamentos de auxílio moradia, saldo de salário, férias mais um terço constitucional, décimo terceiro salário, multas e FGTS. O restante do valor é referente a imposto de renda e honorários que serão pagos aos advogados do caso.

Manga Escobar, ex-jogador do Vasco

Manga defendeu o clube de São Januário no ano de 2017. No período que esteve no Vasco, o atacante entrou em campo em 19 oportunidades - sendo cinco vitórias, seis empates e oito derrotas. Ao todo pelo Cruz-Maltino, o colombiano estufou as redes adversárias em duas ocasiões.

Leia mais sobre: Manga

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »