Vasco e Botafogo são os grandes que mais trocaram de técnico no Brasil desde 2016

Vasco da Gama e Botafogo tiveram 10 treinadores diferentes nos últimos 5 anos; nomes ''repetidos'', porém, também são contabilizados.

Marcelo Cabo durante jogo contra o Flamengo
Marcelo Cabo durante jogo contra o Flamengo (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Um levantamento recente realizado pela ESPN Brasil aponta que, de junho de 2016 para cá (isto é, nos últimos cinco anos), o Vasco da Gama foi, juntamente com o Botafogo, dos 12 clubes considerados grandes do futebol brasileiro, os que mais vezes trocaram de treinador.

Ao todo, o Gigante da Colina teve 10 nomes diferentes comandando sua equipe profissional. No entanto, Jorginho (2016 e 2018) e Vanderlei Luxemburgo (2019 e 2020) treinaram o Cruzmaltino em duas oportunidades distintas cada um e, portanto, são contabilizados duas vezes.

O mesmo vale para o Alvinegro com Alberto Valentim (2018 e 2019-2020) e Eduardo Barroca (2019 e 2020).

Confira o ranking completo

  • Vasco – 12: Jorginho (duas vezes), Cristovão Borges, Milton Mendes, Zé Ricardo, Alberto Valentim, Vanderlei Luxemburgo (duas vezes), Abel Braga, Ramon Menezes, Ricardo Sá Pinto e Marcelo Cabo;
  • Botafogo – 12: Ricardo Gomes, Jair Ventura, Felipe Conceição, Alberto Valentim (duas vezes), Marcos Paquetá, Zé Ricardo, Eduardo Barroca (duas vezes), Paulo Autuori, Ramon Diaz e Marcelo Chamusca;
  • Internacional – 11: Argel Fucks, Falcão, Celso Roth, Lisca, Antônio Carlos Zago, Guto Ferreira, Odair Hellmann, Zé Ricardo, Eduardo Coudet, Abel Braga e Miguel Ángel Ramirez;
  • Atlético-MG – 11: Marcelo Oliveira, Roger Machado, Rogério Micale, Oswaldo de Oliveira, Thiago Larghi, Levir Culpi, Rodrigo Santana, Vagner Mancini, Rafael Dudamel, Jorge Sampaoli e Cuca;
  • Cruzeiro – 9: Paulo Bento, Mano Menezes, Rogério Ceni, Abel Braga, Adilson Batista, Enderson Moreira, Ney Franco, Luiz Felipe Scolari e Felipe Conceição;
  • Flamengo – 9: Zé Ricardo, Reinaldo Rueda, Paulo César Carpegiani, Maurício Barbieri, Dorival Júnior, Abel Braga, Jorge Jesus, Domènec Torrent e Rogério Ceni;
  • Santos – 9: Dorival Júnior, Levir Culpi, Jair Ventura, Cuca (duas vezes), Jorge Sampaoli, Jesualdo Ferreira, Ariel Holan e Fernando Diniz;
  • São Paulo – 9: Edgardo Bauza, Ricardo Gomes, Rogério Ceni, Dorival Júnior, André Jardine, Diego Aguirre, Cuca, Fernando Diniz e Hernán Crespo;
  • Corinthians – 8: Cristovão Borges, Oswaldo de Oliveira, Fábio Carille (duas vezes), Osmar Loss, Jair Ventura, Tiago Nunes e Vagner Mancini;
  • Fluminense – 8: Levir Culpi, Abel Braga, Marcelo Oliveira, Fernando Diniz, Oswaldo de Oliveira, Odair Hellmann, Marcão e Roger Machado;
  • Palmeiras – 8: Cuca (duas vezes), Eduardo Baptista, Roger Machado, Luiz Felipe Scolari, Mano Menezes, Vanderlei Luxemburgo e Abel Ferreira;
  • Grêmio – 3: Roger Machado, Renato Gaúcho e Tiago Nunes.
Leia mais sobreBotafogo
Nenhum comentário ainda.
Deixe sua opinião

Últimas notícias
17 de setembro de 2021
Jogo contra o Cruzeiro marcará o reencontro entre Vasco e Vanderlei Luxemburgo

O jogo entre Vasco da Gama e Cruzeiro no próximo domingo marcará o reencontro do Cruzmaltino com seu ex-técnico, Vanderlei Luxemburgo.

Vasco solicita apenas 1 mil torcedores para o jogo contra o Cruzeiro

O Vasco da Gama teve o pedido atendido pela prefeitura do Rio e o Conselho Arbitral da CBF liberou a presença de público na Série B.

Fernando Diniz nega desgaste físico dos jogadores do Vasco contra o CRB

Técnico do Vasco da Gama, Fernando Diniz disse que os jogadores não tiveram desgaste físico no jogo contra o CRB.

Germán Cano se torna o 6º maior artilheiro do Vasco no século XXI

O atacante Germán Cano chegou a 39 gols e empatou com Alecsandro como sexto maior artilheiro do Vasco da Gama neste século.

Eduardo Paes brinca sobre público no jogo entre Vasco e Cruzeiro: ‘Fazendo meu lobby’

Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro disse que fez ‘lobby’ pela liberação de público no jogo entre Vasco da Gama e Cruzeiro.

Efeito estreantes! Vasco acumulou números superiores que o CRB em empate

Nas estreias de Fernando Diniz e Nenê, o Vasco da Gama elevou o nível de atuação, mas ainda pecou individualmente e deixou a vitória escapar.

Zeca recebe o 3º amarelo e será desfalque contra Cruzeiro

O lateral-esquerdo do Vasco da Gama, Zeca, levou o terceiro cartão amarelo e terá que cumprir suspensão automática diante da Raposa.

Diniz projeta vitória contra o Cruzeiro e cita importância da torcida em São Januário

Fernando Diniz, técnico do Vasco da Gama, projetou a vitória contra o Cruzeiro e desejou que a torcida esteja em São Januário.

Nenê deixa boa impressão em sua reestreia pelo Vasco

Em sua reestreia pelo Vasco da Gama, Nenê deixou boa impressão e arrancou elogios de torcedores cruzmaltinos.

Prefeitura do Rio libera e Vasco pode ter torcida em São Januário contra o Cruzeiro

Com o novo decreto da Prefeitura do Rio de Janeiro, o Vasco da Gama está prestes a ter de volta a torcida no Estádio de São Januário.

Veja mais notícias