Vasco descarta extrapolar orçamento para acertar com Guarín e Dedé

A diretoria do Vasco da Gama deixou claro que não vai extrapolar o orçamento para acertar com Fredy Guarín e Dedé.

O Vasco da Gama vem encontrando grandes dificuldades para reforçar seu elenco para a temporada 2020. Vivendo uma grave crise financeira e com salários do elenco e funcionários atrasados, a diretoria comandada pelo presidente Alexandre Campello tem tentado contornar a situação.

Por conta deste cenário, o Cruz-Maltino tem se mantido fora do mercado e anunciou apenas um reforço para o grupo comandado por Abel Braga. Trata-se do atacante argentino Germán Cano, de 32 anos, que desembarcou no Rio na semana passada e assinou por dois anos.

Sonho da diretoria, o nome do zagueiro Dedé, que foi ídolo do clube antes de se transferir para o Cruzeiro em 2013, tem sido alvo de especulações na imprensa. O jogador estaria de saída da Raposa por conta da situação financeira do clube e do rebaixamento à série B.

Incomodada com os valores que circulam na mídia não só sobre Dedé, mas também com relação à renovação do contrato do colombiano Fredy Guarín, a diretoria vascaína emitiu nota negando que vá extrapolar o orçamento para se reforçar e reafirmou o compromisso com a responsabilidade financeira.

Vasco negocia permanência de Guarín

Em reunião com o elenco na última quinta-feira, Campello prometeu quitar uma parte dos atrasados, que já incluem os salários de novembro e dezembro, além do 13º e direitos de imagem, até o próximo dia 20 de janeiro.

O primeiro compromisso oficial do Cruz-Maltino em 2020 será na estreia da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, no dia 19 de janeiro contra o Bangu, em São Januário.

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »