Vasco: Dedé entrevistado pela namorada

Sempre após os jogos, Dedé tem que ouvir os pitacos da namorada Patrícia Gonçalves.

O árbitro apita o fim do jogo.Dedé, ao deixar o gramado, atende aos repórteres de campo. Depois, vai para o vestiário, conversa com os companheiros, ouve críticas ou elogios do técnico. Em alguns casos, ainda vai para a entrevista coletiva. Como se não bastasse isso tudo, ele ainda tem que ouvir os pitacos da namorada. Patrícia Gonçalves, que se formará em jornalismo no final do ano, é quem – segundo o próprio jogador – melhor analisa seu desempenho nos jogos.

E engana-se quem acha que sobram elogios nas avaliações. Dedé garante que, quando preciso, Patrícia pega pesado nas críticas.

– Às vezes é pior do que os repórteres dos jornais (risos). Eu não me incomodo muito, sei que ela acompanha e fala o que é preciso falar.

Eu gosto de ouvir as criticas, as sugestões – garantiu o zagueiro.

O casal está junto há três anos. O namoro começou ainda em Volta Redonda, onde os dois cresceram praticamente juntos. Com o passar dos anos, Dedé se firmou como jogador de futebol e Patrícia optou por ser jornalista. E admite estar sentindo na pele a dificuldade de manter a isenção.

– Já o entrevistei quando estagiavaemumjornal. É difícil ter essa isenção, pois sofro com ele, acompanhei toda a carreira. Sei o quanto uma crítica machuca. Mas é minha profissão. Tento pegar leve com as críticas, mas, às vezes, dá briga (risos) – disse Patrícia, que, como boa jornalista, não deixou de fazer suas perguntas, a pedido do LANCE!, ao zagueiro e namorado (ver quadro na página).

Patrícia só deixa o coração falar mais alto ao dar as notas a Dedé pelas partidas do Estadual (ver comparação ao lado). Isso mesmo, além de dar pitacos, ela faz uma avaliação completa do jogador.

– Ela escolheu fazer jornalismo e eu apoio. Só espero que, quando ela entrar para um jornal, não venha com pergunta bomba (risos) – brincou o camisa 26.

‘ELA PERGUNTA E EU JOGO BOLA’

Após o jogo do último domingo, contra o Americano, Patrícia ganhou motivos para pegar mais leve nos pitacos e nas notas que dá para Dedé. O zagueiro, ao marcar o segundo gol da vitória por 3 a 0 do Vasco, fez um gesto de coração com as mãos, como uma dedicatória à namorada, que estava na Colina.

– No intervalo, vi que a Patrícia estava ali no cantinho e, quando marquei o gol, fiz a dedicatória. Foi o primeiro jogo dela em São Januário. Deu sorte para o time – disse o zagueiro.

Perguntado se também faz críticas ao trabalho da namorada como jornalista, Dedé foi enfático.

– Eu corro disso. Ela pergunta e eu jogo bola. É melhor – destacou ele.

Dedé e Patrícia

SOB A MIRA DE PATRÍCIA
Patrícia Gonçalves entrevista Dedé, a pedido do LANCENET!

-1- Você acredita que a vitória no último jogo, contra o Americano, é reflexo da chegada do novo treinador, Ricardo Gomes?

Com certeza. Com a chegada do novo treinador, nossa confiança aumenta. Com essa mudança, trabalhamos ainda mais, com o objetivo de mostrar um bom desempenho. Assim, ele poderá confiar no grupo que está comandando. A nova comissão técnica está nos dando um estímulo a mais.

-2- Como você avalia o entrosamento com seu novo parceiro de zaga?

Tem tudo para dar ainda mais certo. Nos primeiros jogos, foi mais complicado por termos características muito parecidas. Aos poucos estamos nos adaptando. O Anderson Martins é um ótimo jogador. Já são dois jogos sem levar gol. É uma grande evolução.

-3- O que a torcida pode esperar do time na Taça Rio?

A torcida pode esperar um time mais entrosado, mais aguerrido, mais unido. Enfim, muito melhor em tudo.

-4- Na partida contra o Volta Redonda, quando você completou 50 jogos pelo Vasco, houve uma melhora em sua atuação. O fato de ter reencontrado com a equipe que o revelou deu uma motivação extra?

Eu tinha muita vontade de jogar contra o clube em que eu cresci. Esperei por isso por muito tempo, me concentrei bem antes do jogo e graças a Deus mostrei o que eu aprendi lá. Não saímos com a vitória, mas fiquei feliz com o empenho da nossa equipe.

-5- Vocês enfrentaram forte pressão durante as últimas semanas. Diante disso, como a equipe se fortalece para superar essa fase?

Procuramos sempre pensar positivamente, passando energia um para o outro. Essa união está dando certo, nosso time está crescendo emocionalmente e, daqui para a frente, tende a melhorar. Começamos com uma certa desconfiança, mas agora nosso
pensamento mudou.

-6- Após as boas atuações no Campeonato Brasileiro, que lhe renderam o título de melhor jogador da posição, você se sente preparado para atender às expectativas da torcida?

Eu me sinto, sim. Com certeza. Meu pensamento é o Vasco, estou preparado para tudo. Lógico que a pressão será sempre maior devido ao meu desempenho no ano passado. Independentemente de propostas do exterior, quero que os torcedores saibam que estou muito focado no presente. Estou no Vasco e continuarei me entregando ao clube.

Fonte: lancenet

Nenhum comentário ainda.
Deixe sua opinião

Últimas notícias
23 de janeiro de 2022
Caio Lopes deve acertar com o Leganés, da 2ª divisão da Espanha

Cria da base do Vasco da Gama, meia Caio Lopes deve acertar sua transferência para o Leganés, da segunda divisão da Espanha.

Confira a programação semanal do futebol profissional do Vasco

Veja a agenda do futebol do Vasco da Gama na semana em que a equipe faz sua estreia no Campeonato Carioca.

Ex-Vasco, Alan Kardec pode voltar ao futebol brasileiro

Atacante revelado na base do Vasco da Gama, Alan Kardec está há quatro meses sem receber salários na China.

Confira o provável time do Vasco na estreia do Carioca contra o Volta Redonda

Veja a provável escalação que o técnico Zé Ricardo deve mandar a campo na estreia do Vasco da Gama no Campeonato Estadual.

Às vésperas do Carioca, Castan e Vanderlei seguem com futuro indefinido no Vasco

Com a estreia do Estadual batendo na porta, Leandro Castan e Vanderlei seguem com suas situações incertas no Vasco da Gama.

Elenco campeão da Copinha 1992 se reúne para celebrar 30 anos da conquista

Estiveram presentes nomes como Pimentel, Alex Pinho, Leandro Ávila e Valdir Bigode; Vasco da Gama faturou o título do torneio sobre o SP.

Parabéns, fera! Juninho completa 21 anos neste domingo

Uma das principais promessas do Vasco da Gama, Juninho nasceu em 23 de janeiro de 2001; em 2022, meio-campista deve ter mais protagonismo.

Definida a arbitragem para o jogo entre Volta Redonda e Vasco

Confira a arbitragem para o jogo entre Volta Redonda e Vasco da Gama nesta quarta-feira, no Raulino de Oliveira, pelo Carioca.

Vasco estaria tentando redução salarial para manter Vanderlei no elenco

Caso o goleiro aceite a sugestão, a tendência é que continue no Vasco da Gama para 2022, disputando posição com Thiago Rodrigues e Halls.

Vasco estreará no Carioca com equipe reformulada

O Vasco da Gama vem reformulando a equipe buscando fazer um boa temporada e mirando o acesso à Série A do Brasileiro.

Veja mais notícias