Vasco conclui negociação com o BMG, recebe R$ 5 milhões e pagará salário

O Vasco da Gama concluiu a negociação com o BMG, receberá R$ 5 milhões e usará para pagar um mês de salário atrasado.

O Vasco concluiu a negociação com o BMG e, nesta segunda-feira, assinou a prorrogação do contrato de patrocínio por mais três anos. Com uma antecipação de R$ 5 milhões a ser recebido pelo acordo, que agora vai até 2023, a direção pretende pagar um mês de salário atrasado a jogadores e funcionários.

Há a possibilidade de o dinheiro ser depositado na conta dos trabalhadores ainda nesta segunda. Caso não ocorra, a previsão passa a ser terça.

Atualmente, o elenco tem por receber os meses de novembro e dezembro, 13º, férias e direitos de imagem. A situação é um pouco diferente no que diz respeito aos funcionários. O mês de outubro foi pago a quem recebe até R$ 3 mil. Há atraso, então, de novembro, dezembro 13º e férias.

Por acordo interno, o mês em São Januário vence sempre no dia 20 do mês seguinte. Exemplo: janeiro terá de ser pago em 20 de fevereiro.

O presidente Alexandre Campello assinou o novo acordo com o BMG na tarde desta segunda-feira. Era uma negociação que transcorria desde o final do ano passado, conforme noticiado pelo jornal Lance!.

Campello assina novo contrato com o BMG

Vasco e BMG iniciaram a parceria em 2019. Pelo acordo inicial, as partes poderiam exercer uma cláusula de rompimento em 2020. Porém, isso não ocorreu. Houve entendimento para ampliar o vínculo.

Os três anos devem render ao clube R$ 18 milhões - R$ 6 milhões por temporada. Esse é o valor fixo. O Contrato prevê pagamentos variáveis a depender do engajamento da torcida no banco virtual criado aos vascaínos.

Leia mais sobre: Futebol

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »