Vasco aumentará efetivo de segurança privada para ajudar a PM no clássico

O Vasco da Gama aumentará o efetivo de segurança privada para auxiliar a PM no lado de fora de São Januário.

França Fernandes
Por França Fernandes
-  10 de outubro de 2020 às 16:02-  Atualizada em 10 de outubro de 2020 às 16:02
Gramado de São Januário
Gramado de São Januário (Foto: Divulgação)
data-full-width-responsive="true"

O plano de ação para o clássico entre Vasco e Flamengo, em São Januário, neste sábado, determina uma série de medidas adicionais de segurança em função da rivalidade entre os clubes e do momento conturbado do anfitrião da partida. Entre os itens descritos no documento emitido pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), estão o aumento do efetivo de segurança privada para auxiliara a Polícia Militar no lado externo do estádio, gradeamento e fechamento de ruas.

O documento não especifica o número extra de seguranças que o Vasco deverá disponibilizar. O texto diz somente que “o CR Vasco da Gama vai aumentar o efetivo de segurança externo, para auxiliar a Polícia Militar”. Outro pedido foi feito pela PM ao Flamengo, e não atendido. O clube se negou a ir para São Januário em ônibus não caracterizado alegando compromissos com patrocinadores.

Confira abaixo as deliberações de segurança do plano de ação da partida:

1 – Solicitar, com antecedência mínima de 72h, o policiamento interno e externo para seus jogos, e que se posicione no horário estabelecido para a abertura dos portões, providenciando para que o policiamento do campo seja feito exclusivamente por policiais fardados ou, em caso de utilização de seguranças (STWARDS), informando ao delegado da partida a quantidade e identificando os mesmos.

2 – A Fiscalização da área interna de competição e gramado, portões de acesso a vestiários, serão realizadas pela Polícia Militar , com o auxilio dos delegados da FFERJ, e equipe de arbitragem. Pessoas portando crachás de acesso distribuído por entidade, que não tenham direito de permanecer na área de competição, assim como, diretores, dirigentes, funcionários e atletas que não constem na relação de partida dos clubes, serão identificadas e orientadas a não permanecerem. A insistência após identificação prévia ensejará no auxílio de força policial para sua retirada.

3 – Federação solicita cumprimento do protocolo estabelecido pela a CBF.

4 – Federação sugere à CET Rio o fechamento ou monitoramento da Rua Francisco Palheta em horário específico da chegada das delegações;

5 – A CET Rio prontamente concordou em conjunto com a Polícia Militar;
6 – A Polícia Militar solicita ao clube de regatas Vasco da Gama montagem das Estruturas de Balisamento (Gradeamento) nas imediações da R. Gen. Almério de Moura.
7 – O clube terá que disponibilizar grades e funcionários de montagem, caso haja mais demanda do comandante da Policia Militar no local;
8 – A Polícia Militar reitera que as delegações cumpram rigorosamente os horários estabelecidos para o início das escoltas.
9 – A Polícia militar sugere que a delegação mandante chegue ao estádio antes do Visitante, pelo menos em intervalo de 20 a 30 minutos.
10 – A Polícia Militar solicita ao CR Flamengo não utilizar ônibus caracterizado.
11 – O CR de Regatas do Flamengo informa que infelizmente não cumprirá a solicitação, em função de contratos vigentes com os patrocinadores;

* O CR Vasco da Gama vai aumentar o efetivo de segurança externo, para auxiliar a Polícia Militar.

Fonte: Globo Esporte

Leia Mais Sobre