Valentim fala sobre entrada de Andrey e vaias da torcida do Vasco

O técnico Alberto Valentim explicou a entrada de Andrey na partida contra o Avaí, e diz que entende as vaias da torcida vascaína.

O poder de reação e a vantagem obtida pelo Vasco no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil foram valorizados por Alberto Valentim nesta quinta-feira. Em entrevista coletiva em São Januário, o treinador apontou o que pesou para a equipe construir o triunfo por 3 a 2:

- Saímos atrás no marcador e eu pedi muito aos jogadores que tivessem muita tranquilidade para jogar. Temos de lembrar que é um jogo de ida e volta. Conseguimos a vantagem - disse o comandante, que emendou ao falar sobre o gol sofrido no finzinho:

- Da forma que acontece o segundo gol, com a equipe jogando muito bem, é lógico que fica ruim. Mas eu gostei. Responderam bem.

O treinador falou sobre as vaias e ofensas que recebeu da torcida após o gol de André Moritz:

- O torcedor, mais uma vez, cantou muito forte. Quando tomamos o gol, começou a cantar que é o time da virada. Mas eu tenho que trabalhar com razão, não emoção. Entendo o torcedor, queria o Lucas Santos, pela tradição da base. Ele vem da Copa São Paulo, destaque da base. Não posso ir na emoção.

Em seguida, falou sobre a entrada de Andrey:

- O Thiago me pede a substituição, vejo que ele não estava com aquela força. Minutos antes ele pede, eu peço para esperar e o Andrey entra. Eu fico remoendo no dia seguinte, mas as alterações que eu fiz eu penso que ajudaram o Vasco. Fiz, com certeza, uma substituição que eu achava que poderia ajudar o Vasco. Não tomamos o gol porque o Lucas Santos não entrou ou porque o Andrey entrou.

Leia mais sobre: Vasco x Avaí, Alberto Valentim

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »