Valentim elogia postura do time e fala sobre mudanças contra o Avaí

Alberto Valentim elogiou a postura da equipe, comentou as mudanças contra o Avaí e diz que disputa por vaga segue aberta.

O Vasco foi até Florianópolis para enfrentar o Avaí e conseguiu uma importante vitória na Ressacada. O triunfo por 1 a 0, gol de Yago Pikachu, garantiu a classificação do Gigante da Colina para a quarta fase da Copa do Brasil e deixou o técnico Alberto Valentim bem feliz. O comandante vascaíno elogiou a postura e atuação do time durante o confronto e já está pensando na decisão do Campeonato Carioca, domingo (14/4), contra o Flamengo.

- Primeira coisa: nós queríamos a classificação. Sabíamos que o jogo seria muito difícil. O Avaí não perde há um bom tempo na Ressacada. Fizeram um bom jogo em São Januário. Geninho vem fazendo um grande trabalho aqui. É lógico que vencendo, o time vai com mais moral para a final e as coisas ficam melhores. Estão todos de parabéns. Gostei muito da equipe, consistente na fase defensiva, procurando jogar. Agora é recuperar bem para a decisão no domingo - disse Valentim.

Valentim falou sobre as mudanças realizadas no time que iniciou o jogo e nas que fez durante a partida. O treinador exaltou a força do elenco e ressaltou a importância de ter tantos jogadores à disposição num momento decisivo em dois campeonatos (Copa do Brasil e Estadual).

- Atenderam (mudanças) muito bem. Os onze que iniciaram, o Yago que não vinha jogando há um tempo, o próprio Lucas Santos, a volta do Raul... deram a resposta que precisávamos. As mudanças também. Tenho falado que é muito importante os jogadores que entram no decorrer do jogo. Vamos precisar muito deles. Principalmente nessa sequência, que tem uma demanda física muito grande - disse, antes de lembrar que a disputa por vaga na equipe titular segue aberta:

- A disputa está aberta em todas as posições. Vamos precisar, para sermos campeões do Carioca, fazer uma boa Copa do Brasil e um Brasileiro, de todos os jogadores. Isso não é frase feita. Eles tem que entender que não é da boca pra fora. Já provei a todos que vou precisar de todos. Tem que estar preparado. Quando se treina forte, essa dor de cabeça boa pro treinador, é até mais forte, mas doída, me faz quebrar a cabeça, mas também tranquilidade na hora de escolher.

Leia mais sobre: Vasco x Avaí, Alberto Valentim

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »