Torcedores do Vasco brigam durante jogo contra o Cruzeiro

Torcedores do Vasco entraram em conflito na arquibancada de São Januário e jogo contra o Cruzeiro teve que ser interrompido.

Torcedores do Vasco e policiais militares entraram em conflito após o terceiro gol do Cruzeiro, na partida desta quarta-feira, pela fase de grupos da Libertadores. O jogo, por causa da confusão, foi paralisado por seis minutos e só foi retomado quando os ânimos se acalmaram.

A briga começou depois do terceiro gol do Cruzeiro. A torcida xingou o presidente Alexandre Campello, chamou o time de "sem vergonha" e gritou o nome de Julio Brant, conselheiro e perdedor na eleição presidencial do início do ano.

Policiais subiram os degraus da arquibancada de trás do gol de São Januário e entraram em conflito com os torcedores. Foi utilizado gás de pimenta para que o tumulto diminuísse. Pais com crianças no colo pediram abrigo na cabine de imprensa e tentaram se proteger da confusão.

Vascaínos brigam em São Januário

Após a confusão, ao fim do primeiro tempo, muito irritados com o resultado parcial da partida, torcedores vaiaram muito o time e xingaram o técnico Zé Ricardo na saída do campo.

Aos 40 minutos do segundo tempo, novos focos de confusão surgiram em parte da arquibancada. Novamente foi necessária a intervenção da PM.

Leia mais sobre: Vasco x Cruzeiro, Libertadores

Comentários

Últimas notícias

Veja mais notícias »